Que o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, é despreparado e incompetente, disso não restam dúvidas. Basta analisar sua atuação pífia e completamente irrelevante na Câmara dos Deputados ao longo de 27 anos pra saber. Ainda assim, embalado na onda de ódio ao PT, ele conseguiu se eleger presidente do país.

Quem não sabia de sua ineficiência era o mundo, que agora vem descobrindo. Bolsonaro acaba de figurar no topo da lista de “líderes mundiais que são um fracasso da ONU”, divulgada na última terça-feira (25). 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O relator especial sobre pobreza extrema e direitos humanos, Philip Alston, justificou a posição de Bolsonaro devido a falta de apoio a grupos minoritários no país, e principalmente, devido ao seu descaso com o meio ambiente.

Resultado de imagem para philip alston
Philip Alston, relator especial da ONU.

Sabe-se que B

“Ainda hoje, muitos países estão dando passos de pouca visão e na direção errada”, escreveu Alston, segundo relatos de O Globo. “No Brasil”, acrescentou, “o presidente Bolsonaro prometeu abrir a Floresta Amazônica para a mineração, acabar com a demarcação de terras indígenas e enfraquecer as agências e proteção ambientais.”

VEJA TAMBÉM:  Anitta deseja se tornar presidente da república; vem entender

Além disso, sabe-se que Bolsonaro enfraqueceu o poder de órgãos reguladores como o Ibama (que inclusive o multou por pesca irregular) e é a favor da liberação da caça desenfreada de animais, extinguindo por exemplo, a lista de animais ameaçados de extinção do país.

Em 2019, o Brasil desistiu de ser sede da Conferência do Clima da ONU. Bolsonaro sempre foi crítico de discussões sobre o aquecimento global, às quais já chamou de delírio, mas a justificativa oficial foi a falta de verba para receber o evento… Curiosamente, falando recentemente sobre construir (pra que?) um autódromo no Rio de Janeiro, fazendo a fórmula 1 sair de São Paulo sem qualquer razão para tal, não há falta de verbas, né presidente?

Além do Brasil, o relator da ONU também criticou a China por exportar usinas movidas a carvão para o exterior e deixar de implementar suas regulamentações para as emissões de metano. Ele alertou ainda sobre o presidente dos EUA, Donald Trump, por estar “ativamente silenciando e ofuscando a ciência climática”, entre outros pontos.

VEJA TAMBÉM:  Rosangela Moro deleta post pró-beijo gay após ser detonada por bolsominions

Ainda de acordo com o relatório apresentado pela ONU, o aquecimento global pode reverter muitos avanços dos últimos 50 anos em relação ao desenvolvimento, à saúde e à redução da pobreza. Além disso, a estimativa é que 120 milhões passem a viver em condições de extrema pobreza até 2030 . Os mais prejudicados, é claro, serão os países mais pobres, como é o Brasil e Bolsonaro pouco se importa.

Vale lembrar que este não é o primeiro “prêmio internacional” recebido por Bolsonaro após ser eleito presidente do Brasil. Na França, ele já conquistou prêmio nas categorias “Mais Racista” e “Mais Homofóbico” do ano.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).