Em meio há um momento, digamos, um tanto quanto tempestivo, notícias como esta são necessárias para ascender uma esperançosa luz no fim do túnel.  A partir de agora, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo conta com a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos LGBTQIA+, proposta pela deputada Erica Malunguinho (PSOL).

O objetivo com a frente é debater e analisar junto à sociedade civil, ao Poder Público e algumas entidades, a igualdade de direitos civis, além de fomentar atualizações na legislação que, infelizmente, ainda é muito desigual em relação às minorias.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Esta frente parlamentar, integrada por deputados e deputadas, e por representantes da sociedade civil, terá como finalidades precípuas analisar e discutir medidas para impedir a aprovação das medidas que são um ataque aos direitos e a dignidade da classe trabalhadora no Brasil, e representam a destruição da seguridade social”, disse a deputada Erica, através de um texto que oficializou o grupo.

VEJA TAMBÉM:  PM expulsa soldado gay que denunciou homofobia e perseguição na corporação

Segundo o site Guia Gay São Paulo, a frente quase não saiu. Pois, para seguir, eram necessárias ao menos 20 assinaturas de cinco partidos. Entretanto, dos 94 parlamentares da casa, 22 assinaram ao documento.

Para a surpresa de muitos, apesar da maioria dos parlamentares que integraram à frente serem de esquerda, alguns deputados de direita, inclusive do PSL, também subscreveram ao documento. Confira a lista:

  • Aprigio (Pode)
  • Beth Sahão (PT)|
  • Carlos Giannazi (Psol)
  • Aprigio (Pode)
  • Beth Sahão (PT)|
  • Carlos Giannazi (Psol)
  • Coronel Telhada (PP)
  • Delegada Graciela (PR)
  • Delegado bruno Lima (PSL)
  • Emidio de Souza (PT)
  • Enio Tatto (PT)
  • Erica Malunguinho (Psol)
  • Gil Diniz (PSL)
  • Isa Penna (Psol)
  • Janaína Paschoal (PSL)
  • José Américo (PT)
  • Leci Brandão (PCdoB)
  • Luis Fernando T. Ferreira (PT)
  • Major Mecca (PSL)
  • Márcia Lia (PT)
  • Marina Helou (Rede)
  • Monica da Bancada Ativista (Psol)
  • Paulo Fiorilo (PT)
  • Professora Bebel (PT)
  • Teonilio Barba (PT)
VEJA TAMBÉM:  Erica Malunguinho é a primeira negra trans a tomar posse como deputada estadual em SP

Vale ressaltar que, novos parlamentares que quiserem aderir à frente, podem fazer adesão a qualquer momento.