Não foram poucas as vezes em que o ex-ator pornô e atual deputado federal (PSDB) Alexandre Frota falou contra minorias quando se dizia conservador e defensor da família na época em que se elegeu sendo um então ferrenho apoiador do presidente Jair Bolsonaro. Em ocasiões passadas ele chegou a ser transfóbico com Thammy Miranda.

Mas parece que ter virado a casaca para Bolsonaro também fez Alexandre Frota mudar de lado em suas posições e defesas de lutas políticas… Mas será que não vira casaca de novo conforme os ventos e os interesses?

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Bem, na última semana, o político surpreendeu ao apresentou um projeto de lei para que se criem cotas para LGBTs na disputas eleitorais do Brasil. Se aprovado o projeto de lei do deputado, partidos políticos teriam que ceder 10% de suas vagas a candidaturas LGBTs.

VEJA TAMBÉM:  Alexandre Frota vira chacota após ser transfóbico com Thammy
Metamorfose ambulante: Antes de ser contra Bolsonaro, Alexandre Frota foi a favor de Bolsonaro. E antes disso fez pornô gay. (Foto: Reprodução / G Magazine)
Metamorfose ambulante: Antes de ser contra Bolsonaro, Alexandre Frota foi a favor de Bolsonaro. E antes disso fez pornô gay. (Foto: Reprodução / G Magazine)

“Estimular as candidaturas LGBTQI+ é uma forma de a sociedade poder decidir se quer ou não ser representada por este segmento social”, afirma trecho do PL 5220/2020 apresentado por Alexandre Frota. Acesse aqui para ler o Projeto de Lei na íntegra.

“Sabemos que 10% ainda é um número pequeno, mas é um começo de um novo momento da política e da democracia brasileira. A sociedade tem que avançar na sua composição e cada dia mais ter pessoas no legislativo, ou seja, produzindo legislação, nos mais diversos segmentos sociais”, justificou Alexandre Frota sobre a necessidade do projeto.

Será que dá pra acreditar?

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).