Um levantamento da Fundação Peter Tatchell, noticiado pelo GayTimes, revelou que países com leis anti-gays deixam de ganhar bilhões de dólares em turismo, investimento e ajuda internacional.

O chamado Custo Econômico da Homofobia, lançado na Câmara de Lordes está sendo usado para mostrar para os 71 países com legislações anti-LGBTs , o quanto eles perdem em suas economias com estas posturas arcaicas e conservadoras.

Segundo Peter Tatchell, é uma estratégia mais certeira focar no dinheiro que eles deixam de receber do que falar em Direitos Humanos: “Os países se darão conta quando isso afetar o saldo bancário”.

Não surpreendentemente, o mercado global de viagens LGBT gia em torno de 211 bilhões de dólares no mundo que são usados apenas em países onde pessoas LGBT podem viajar tranquilamente.

Segundo dados da OUTNow, os principais destinos LGBT-Friendly do Planeta para onde este público mais viaja são Austrália, Canadá, França, Reino Unido e Estados Unidos.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Os casais LGBTs americanos tem como destino favorito os países europeus devido as luas de mel. Entre 2011 e 2016, o número de pacotes aumentou 276%, em especial nas nações que legalizaram o casamento homoafetivo.

Economicamente também pode-se analisar o impacto da homofobia ao pensar que em 60% dos países menos desenvolvidos do mundo, ser gay é crime.

(continua abaixo)


Veja também:


Isso sem falar que muitas pessoas LGBTs que nascem nestes países, acabam indo morar em outros mais tolerantes (como por exemplo, é o caso de Israel no Oriente Médio. Tel Aviv é praticamente uma ilha de tolerância que recebe LGBTs de todo Oriente Médio que vão ali viver tranquilamente). As nações mais comuns de onde LGBT nascidos fogem são Paquistão, Jamaica, Nigéria e Gana.

Isso gera uma onda de imigração que negativa a receita destes países homofóbicos que deixam de ganhar com os cidadãos que abandonam a região.

Com sua pesquisa, a Fundação Peter Tatchell lembra que a comunidade LGBT pode fazer uma contribuição incrível – também econômica – a qualquer nação que a abrace: “As leis anti-LGBT apresentam não apenas desvantagens sociais e econômicas para pessoas LGBTQ individuais, mas sua própria existência impede o desenvolvimento econômico mais amplo e a prosperidade a longo prazo de uma nação”.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).