Um grupo de torcedores do Corinthians se reuniu em uma iniciativa que visa reduzir a quantidade de gritos de torcida homofóbicos nos Estádios.

Se tratando de uma das maiores torcidas do Brasil, e considerando o quão padrão é a homofobia nos gritos da torcida quando chamam jogadores adversários de “viado” ou “bicha” com a maior naturalidade, se trata de um grande avanço.

Conforme noticiou o UOL, o grupo já se reuniu e iniciou a primeira campanha contra gritos preconceituosos durante os jogos na semana passada, na primeira final do Estadual.

Além da tentativa de conscientização nos Estádios, a campanha também distribui material online em grupos de torcedores pela Internet lembrando a todos que existem torcedores LGBTs, e que orientação sexual não deve servir como xingamento.

“Time do povo, de todos e de todas. Temos LGBTs nas arquibancadas Corinthianas. Não grite bicha, grite Corinthians. Homofobia não é piada”, afirma uma imagem divulgada pelo grupo. Veja abaixo:

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Imagem divulgada por torcida anti-homofobia do Corinthians.

A Gaviões da Fiel, torcida organizada do Corinthians, se manifestou a favor da medida. Em 2014 eles já haviam demonstrado apoio público ao fim dos gritos de torcida homofóbicos em uma nota divulgada que dizia:

“Pelo fim do grito de ‘bicha’ no tiro de meta do goleiro adversário. Porque a homofobia, além de ir contra o princípio de igualdade que está no DNA corinthiano, ainda pode prejudicar o Timão”.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).