Um número significativo de homens que se declaram heterossexuais tem ou já teve sexo gay na vida, comprovou um estudo.

A análise da vida sexual de 24 mil estudantes revelou que um em cada oito homens afirma que seu último parceiro sexual foi um homem, ainda que se defina hétero mesmo assim.

Já entre mulheres, o número sobe ao dobro, com uma em cada quatro relatando que sua última experiência sexual foi com uma garota.

A descoberta é da pesquisadora Arielle Kupberg – que dá aulas de sociologia na Universidade da Carolina do Norte em Greensboro – e Alicia M. Walker – professora assistente de sociologia na Universidade do Estado de Missouri.

Divulgado pelo portal Pink News e publicado pelo “Archives of Sexual Behavouir”, o estudo chamado “Alunos heterossexuais que se encontram com pessoas do mesmo sexo” listou ainda algumas características destas pessoas.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Há três tipos. 60% fez como experiência para testar mesmo, alguns dizendo que nem curtiram. Já os outros curtiram, mas estavam embalados embebidas ou outras drogas, a maioria sem expectativas pra além desta ocasião onde ocorreu o sexo gay. E somente 12% afirmaram que o fato pode ser considerado uma experiência bissexual efetivamente”, relata a pesquisa.

Uma das razões apontadas para que muitos destes estudantes – em um número difícil de ser estimado – não se identifiquem como bissexuais é o estigma em ser LGBT aliado a práticas religiosas.

Um em cada quatro declarou ter crenças religiosas fortes e crenças que não permitiriam se identificar com outra orientação que não fosse a heterossexual, mostrando o que já desconfiamos e não é novidade: que a religião é um dos maiores entraves morais a questões como a liberdade e individualidade sexual e de gênero de cada indivíduo ainda nos dias de hoje.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).