Uma mãe homofóbica escreveu na coluna “Ask Amy” do Chicago Tribune implorando para ale ajudar seu filho “a escolha certa” quando se trata de homossexualidade, e “virar” heterossexual.

A coluna “Ask Amy” não está mais no ar, mas a carta desesperada da mãe homofóbica de 2013 ressurgiu no Reddit, e temos que dizer que vale a pena revisitar. A mãe detalha como teme que as pessoas em seu grupo de igreja zombem dela, dizendo “Ele não dará ouvidos à razão e não deixará de ser gay”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A mãe relata que este é apenas uma trama do filho, uma espécie de vingança por ela esquecer de seu aniversário nos últimos três anos. Ela acredita que seu filho a “teria colocado de castigo”. Mas que mãe se esquece do aniversário do próprio filho por três anos seguidos? Certamente que ela não se esqueceu o aniversário de Jesus, né?

VEJA TAMBÉM:  Na contra-mão de países desenvolvidos, Botswana (África) torna crime ser gay

Amy responde à mãe homofóbica: “Você poderia ensinar a seu filho uma lição importante mudando sua própria sexualidade para mostrar a ele como é fácil. Experimente no próximo ano parar de ser heterossexual para demonstrar a seu filho que a sexualidade de uma pessoa é uma questão de escolha – ser ditada pelos pais, pela igreja dos pais e pela pressão social.”

Amy poderia existir aqui no Brasil, ressuscitar essa coluna e dar lições que muitos pais e mães precisam ouvir.