Enquanto discursava por mais de uma hora e meia no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC ontem (10), em São Bernardo do Campo, o ex-presidente Lula citou, dentre outras questões, a comunidade LGBT e pediu respeito à ela.

Gostando de Lula ou não, uma coisa é fato: chega a ser saudoso ver um discurso com alguma humanidade vindo de um líder político, quando praticamente já nos acostumamos à truculência, falta de empatia, ignorância e constante falta de decoro do atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

“Quero ajudar a construir um mundo justo, um mundo mais humano, um mundo em que a mulher não seja tripudiada por ser mulher, um mundo em que as pessoas não sejam tripudiadas por aquilo que querem ser, um mundo em que a gente venha abolir definitivamente o maldito preconceito racial nesse país”, disse Lula em sua fala.

Então ele continuou e citou LGBTs ao final: “Um mundo em que os jovens possam transitar livremente pelas ruas de qualquer lugar sem a preocupação de tomar um tiro, um mundo onde as pessoas possam ser felizes onde quiserem ser, que as pessoas sejam o que elas decidirem. Um mundo onde a gente tem que respeitar a religiosidade de cada um. As pessoas podem ser LGBT e a gente tem que respeitar o que elas fazem”.

Assista abaixo ao vídeo publicado pelo canal Gay1:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).