O líder cristão Rogelio Vega  foi preso por tentar transar com um garoto de 14 anos que conheceu o Grindr. O diácono católico é residente em Nova York.

Ele foi flagrado por um detetive, que se fez passar pelo adolescente no aplicativo. “Este réu, pelo que parece, é um homem de família que vai à igreja”, disse o detetive.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Líder cristão é flagrado no Grindr tentando encontro com jovem
Líder cristão é flagrado no Grindr tentando encontro com jovem (Foto: Reprodução / Queerty)

“Infelizmente, o lobo em pele de cordeiro é um suposto predador sexual que procurou um adolescente para atender às suas necessidades.”, afirmou o policial ao Queerty.

Vega era diácono da Igreja Católica Romana de São Sebastião, e supostamente baixou o Grindr em julho de 2020, quando começou a se comunicar com o policial disfarçado que pensava ser um adolescente. Lá, ele supostamente pediu e enviou vários nudes. 

A conversa se intensificou até que Vega, que é casado e tem quatro filhos, forçou o “adolescente” a se encontrar pessoalmente com ele para que eles transassem.

VEJA TAMBÉM:  Médico dá conselhos sobre encontros no Grindr em tempos de quarentena

O líder cristão teria estacionado no local e acendeu os faróis para sinalizar que ele estava lá, momento em que o detetive entrou no carro e o prendeu.

Vega foi processado por pedofilia, tentativa de ato sexual criminoso, tentativa de disseminação de material indecente a um menor e tentativa de colocar em risco o bem-estar de uma criança, pela qual pode pegar até sete anos de prisão. Ele foi libertado sob fiança de $ 50.000.