O ativista dos direitos LGBTs russo, Anton Krasovsky, alertou pra que torcedores LGBTs saibam que não estão seguros durante a Copa do Mundo em seu país.

Falando ao HuffPost, ele afirmou que vale a pena visitar Moscou por sua cena gay underground. No entanto, como ele mesmo afirmou: “Mas o que eu gostaria de deixar claro é: não faça nada publicamente. Não é seguro nem durante a Copa!”.

Anton Krasovsky, ativista LGBT russo.

Em 2013, Krasovsky foi notícia ao aparecer em uma transmissão ao vivo da rede KontrTV. Ele era editor-chefe da rede e veiculou uma imagem onde dizia: “Sou gay e sou a mesma pessoa que você, meu querido público, como o presidente Putin.”

Na mesma entrevista, ele também afirmou que a Rússia tem se tornado um país cada vez mais homofóbico.

“Sou o primeiro político homossexual da Rússia – um país extremamente homofóbico. Acredito que a Rússia precisa de mais atitudes como a minha, não apenas na questão LGBT mas também sobre os direitos das mulheres.”, afirmou ele.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).