Um terrível ataque a jovem gay da Louisiana Holden White, que quase teve as mãos cortadas, supostamente por um homem que conheceu no Grindr, está agora sendo enquadrado como crime de ódio.

Holden White, 18, foi atacado por Chance Seneca, 19, quando eles se encontraram em junho de 2020, depois de falar pelo Grindr por um mês. Ele precisou de cuidados 24 horas por dia depois porque foi que foi sufocado e seus pulsos foram pressionados com tanta força que suas mãos quase foram cortadas.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O suspeito já foi acusado de tentativa de homicídio ao jovem gay, da qual se declarou inocente, mas agora a acusação de crime de ódio também foi adicionada. As autoridades disseram originalmente que a orientação sexual de White não foi um fator no ataque.

O advogado de Sêneca, Clay LeJeune, disse: “Nós vamos entrar com uma confissão de culpa nesta nova acusação. Não vi qualquer indicação de evidência de que foi um crime de ódio, mas no final das contas o Estado terá que explicar isso”.

VEJA TAMBÉM:  Perfil de pai e filho usando Grindr pra encontro a 3 choca a Internet

No entanto, White sempre insistiu que uma acusação de crime de ódio, que poderia levar a mais cinco anos de prisão, é apropriada. Ele disse anteriormente: “Ele entrou em um aplicativo designado para gays. Ele optou por escolher alguém que é gay e muito orgulhoso de sua sexualidade. Ele disse que me escolheu porque eu tenho uma estatura menor e seria mais fácil me matar. Ele sabia o que estava fazendo.”

Jovem gay foi sufocado com cadarço

Holden White foi sufocado por um cordão de sapato e acordou nu em uma banheira. Quando White chegou à casa de Chance Seneca, ele disse, foi quase imediatamente atacado, rompendo os vasos sanguíneos de seu rosto, até que ele desmaiou.

Ele disse ao The Advocate: “Quando acordei, estava nu na banheira. A água estava fria”. Sêneca é acusado de cortar o pescoço e os pulsos de White. Relembrando o momento em que acordou, White acrescentou: “Ele está amarrando meu pulso esquerdo. Chegou ao ponto em que ele estava basicamente tentando cortar minhas mãos”.

VEJA TAMBÉM:  X-Men no Grindr? Diálogo que expõe usuário com três perfis diferentes viraliza

Depois, ele disse: “Eu estava deitado na banheira, nu, sangrando, a água vermelha e fria, e me lembro de ter pensado: “Bem, é isso. As últimas palavras que disse a mim mesmo foram apenas ‘fique calmo’, repetidamente na minha cabeça, eu estava apenas repetindo para mim mesmo para ficar calmo.”

Sêneca então teria saído e chamado a polícia, dizendo que havia assassinado um homem em sua banheira e que estaria esperando a chegada deles. A polícia o deteve no momento da chegada com principal suspeito.