Recentemente, conforme noticiamos aqui, se tornou público por meio de vários sites um assunto de um russo que resolveu processar a Apple, sob alegação de que teria se “tornado gay” por causa do uso do celular da empresa.

Nesta quinta-feira (17), aconteceu a primeira audiência e ele resolveu desistir do processo após afirmar que gostaria de preservar seu anonimato. “Hoje abandonamos as exigências legais”, disse seu advogado Sapizhat Gusnieva, em Moscou.

De acordo com ele, seu cliente, identificado como D. Razumilov, tem sido alvo de haters após a repercussão do assunto. Para quem não se recorda da história, na ação, o homem alega que “se tornou gay”, em 2017, após receber 69 (!!!) GayCoins, uma criptomoeda real, de um anônimo.

Junto com a quantia, havia uma mensagem que dizia: “Não julgue até ter experimentado”. “Eu pensei, realmente, como eu posso julgar algo sem ter experimentado? E decidi experimentar relacionamentos do mesmo sexo”, disse ele, em entrevista à rádio Govorit Moskva.