Acredita-se que um homem na cidade de Nova York foi violentamente golpeado até a morte com um facão durante um encontro marcado pelo Grindr. Segundo o Pink News, Juan Alonso, 50, foi acusado de homicídio, homicídio culposo e porte criminoso de arma depois que a polícia foi chamada a um apartamento no Bronx na noite de domingo.

O colega de apartamento de Alonso voltou para casa e encontrou o corpo nu da vítima e Alonso, com o facão na mão, parado sobre ele, informou a polícia. A vítima do Bronx foi “cortada em pedaços”, seu nome ainda não foi publicado, acredita-se que conheceu o suposto assassino no Grindr.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Um porta-voz da polícia disse que as autoridades “estão investigando se houve uma disputa sobre o fato de não gostar de certas atividades sexuais e isso aumentou a tensão sobre eles”. Alonso foi hospitalizado para uma avaliação psiquiátrica, de acordo com relatórios.

VEJA TAMBÉM:  Encontro do Grindr termina em roubo de vítima mantida sob mira de arma
Grindr
Prédio onde homem foi encontrado esquartejado

O síndico do prédio, John Gonzalez, disse ao New York Daily News que a vítima foi “cortada” e deixada “em pedaços no chão”. Ele acrescentou: “Eu perguntei [Alonso] o que aconteceu quando o colocaram na viatura. Ele disse que estava tentando se defender e que estava dormindo na cama – e quando ele acordou, havia alguém em cima dele tentando estuprá-lo… ele estava fora de si. ”

Gonzalez acrescentou: “Ele era um cara bom. Sempre conversei com ele. Ele sempre foi calmo. Ele não parecia o tipo de cara que faria algo assim”. “Ele deve ter sido levado ao limite”, disse Cathy Lopez, 42, amiga de longa data de Alonso. “Manny não é um cara violento, ele era cozinheiro. Ele fazia comida mexicana em seu apartamento e vendia na rua”.

Alonso disse à amiga que havia sofrido abusos de outros colegas de quarto; “Não sei como ele os conheceu”, disse ela. “Manny aceitou colegas de quarto para dividir o aluguel. E eles se voltaram contra ele.

VEJA TAMBÉM:  Estilista de SP expõe episódio de racismo no Grindr: "Barba que parece meus pentelhos"

Outros casos de violência pelo Grindr

Vários outros assassinatos neste ano envolveram encontros com aplicativos de namoro – incluindo a morte de um negociante de antiguidades do Upper East Side que supostamente conheceu seu amante. Um homem de Michigan também foi acusado em dezembro de assassinar seu namorado no Grindr na véspera de Natal e comer seus testículos.