Segundo dados do último Boletim Epidemiológico de HIV/AIDS do Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (DCCI/SVS/MS) divulgado em 2020, o Brasil apresentou uma queda de 67% nos casos de HIV notificados ao Sinan.

Segundo os dados, no ano de 2020 foram notificados 13.677 novos casos de HIV. O número representa uma queda expressiva quando comparado a 2019, ano em que o país registrou 41.919 novos casos. Apesar do declínio, os números não comemorados pelos infectologistas.

Novos casos de HIV caem quase 70% no Brasil; entenda os motivos
Novos casos caem quase 70% no Brasil; entenda os motivos (Foto: Pixabay)

“Em 2020, com a Covid-19, muitas pessoas tiveram extrema dificuldade de fazer diagnóstico de HIV exatamente pela questão das pessoas ficarem confinadas e não terem muito acesso ao serviço de saúde. A gente acredita que estes dados representam um universo de subnotificação, e é realmente um número muito mais baixo de 2019.”, apontou o Dr. Álvaro Costa, infectologista do Hospital da Clínicas de São Paulo em entrevista ao Gay Blog.

O especialista afirma que a queda pode ter sido influenciada pelas novas medidas de prevenção, mas observa o cenário com cautela. “Claro que nós podemos ter a influência das ferramentas de prevenção como a PreP e Pep. Todavia, houve uma diminuição de casos de HIV em alguns locais do Brasil, especialmente em cidades onde houve a expansão da Prep.”

O médico o país precisa expandir ainda mais a distribuição da PrEP, mas não pode abandonar a testagem. “Difícil excluir o papel do subdiagnóstico para o HIV no cenário da COVID-19. Mas temos que expandir ainda mais a PrEP em todo o país”