Ah, a frágil masculinidade… Um homem hétero surtou e perdeu um date porque a garota disse brincando que seu cão era gay.

A história, como era de se esperar, acabou viralizando nas redes sociais em um tweet onde a jovem Chaselyn (@hipcaucasian) mostra prints da conversa entre sua amiga Amy e o garoto que ela ia encontrar no Tinder, Eric.

No meio do assunto, eles começaram a falar do cachorro de Eric, quando ele sugeriu que ela tivesse uma fêmea pra que eles pudessem sair os quatro.

Foi quando Amy brincou afirmando que talvez devesse adotar um macho, já que achava que o cachorro de Eric pudesse ser gay. Ele é daquela raça galgo italiano, que obviamente não é gay, mas já reparou a finesse da raça? Fofo demais!


Assista também:


Enfim. Foi só uma brincadeira da garota, mas o suficiente para o rapaz surtar e responder: “Ele não é gay!! Definitivamente!!”

Nisso ela perguntou “Como você sabe?” e o garoto já mandou nervoso no caps lock: “Olha, ele NÃO É GAY!! Não acredito nessa merda de qualquer forma!!”.

Curiosa com a reação de Eric, ela perguntou “Mas você é homofóbico?”, ao que ele mandou o maior textão: “Você é lesada?? Tá chamando meu cachorro de gay?? Nem me conhece! Não conhece ele! Você tá forçando essa ideia dele ser gay, nunca nem falei sobre esse assunto com você!! Pare de tentar impor suas loucuras na minha vida e no meu animal de estimação!! E ponto final!”

Procurada pela reportagem do Gay Star News, Chaselyn, que não se aguentou com a história e postou os prints da amiga na Internet, afirmou: “Ela nem falou mais com ele depois disso, ele ficou realmente sentido, chegou a ser agressivo com ela. Ela também não quis mais papo. Certamente ele é homofóbico pra surtar dessa forma só porque alguém sugeriu na brincadeira que seu cachorrinho possa ser gay. O que tem?”, disse ela.

E concluiu: “Ta aí um exemplo ótimo de como a masculinidade é frágil e tóxica!”.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).