Gabe Adams, de Utah, já enfrentou muitos desafios em sua jovem vida. O jovem gay de 22 anos nasceu em São Paulo, Brasil, com Síndrome de Hanhart. Esta condição rara geralmente resulta encurtamento de membros e mandíbula reduzida, mas Gabe tem uma forma mais grave e nasceu sem pernas e braços.

O Queerty o entrevistou e contou que a família de Gabe o apoia e ama, mas também o ensina a importância de ser o mais independente possível. Eles o encorajaram firmemente a fazer tudo o que pudesse por conta própria. Isso incluía mover-se ao ar livre com o auxílio de uma cadeira de rodas elétrica, vestir-se e até subir e descer escadas sem ajuda dentro de casa.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Gabe Adams diz que essas lições podem ser difíceis, mas conforme ele cresceu, ele as apreciou mais e mais. Eles ajudaram a transformá-lo no homem que ele se tornou. Sua família também o consolava quando era intimidado: algo que acontecia muito com ele. Isso até resultou em ele mudar de escola por um ano na nona série.

Gabe Adams

No entanto, embora motivasse tantos outros com sua atitude positiva, havia uma parte importante de sua vida da qual Gabe não estava falando: sua sexualidade: “Eu pedi que as pessoas me enviassem mensagens nas redes sociais ou viessem até mim durante encontros nas palestras motivacionais que dava, elas diziam que sentiam que havia algo sobre o qual eu não estava sendo honesto. E que eles podiam meio que dizer o que era”.

Gabe percebeu desde muito jovem que era gay. Ele se lembra de ter uma queda por um amigo da escola durante a segunda série e embora suas irmãs compreendessem seu interesse pelos meninos, seus pais não. Ele diz que o assunto de sua sexualidade surgiu por volta dos 12 ou 13 anos.

Quando Gabe se assumiu em uma de suas palestras, ele relata o que “muitas vezes era super degradante. Ou as pessoas têm fetiches estranhos ou me bloqueariam instantaneamente, ou fariam comentários desagradáveis, ou me perguntariam por que estou tentando namorar e coisas assim. Então havia alguns caras que eram bastante genuínos, que estavam interessados, mas eu realmente não sentia essa conexão com eles.”

Gabe conheceu seu agora noivo, Adam Wheatley, 26, em janeiro de 2020 no Tinder. Depois de muito papo online, Gabe decidiu se arriscar em um encontro: “Ele me convidou para um encontro real, o que não é algo que muitos caras fariam. Um encontro para muitos caras era um passeio de carro até o parque, onde eles tentariam entrar nas minhas calças”.

Tudo deu certo entre eles. Olhando para a frente, Gabe Adams diz que seus planos imediatos, se a Covid permitir, incluem seu casamento em junho, que o deixa muito animado. Além de continuar a trabalhar para tornar seus sonhos realidade, ele completa: “eu queria tornar o mundo um pouco mais aberto com minha história. Muitas vezes as pessoas subestimam outra pessoa. Coloque sua mente nisso e você pode conseguir qualquer coisa, mesmo que leve alguns minutos, dias ou semanas a mais para aprender. ”