VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Vários frequentadores – em um número ainda difícil de ser estimado – que compareceram a uma Pool Party gay de Miami, testaram positivo para o novo coronavírus, segundo informou a NBC.

O Winter Party Festival, uma poolparty anual de uma semana, realizada em Miami, atraiu milhares de pessoas de todo o país no início deste mês. Tendo terminado no último dia 10 de março, vários participantes apresentaram resultados positivos para o coronavírus, segundo os próprios organizadores do próprio festival reconheceram em um alerta emitido.

“Sabemos que existem muitos lugares em que as pessoas poderiam ter sido expostas antes e depois da festa, justamente quando este vírus se alastrou sem tantas medidas preventivas. Por isso, queremos tornar essas informações públicas o mais rápido possível”, disse Rea Carey, diretora executiva da Força-Tarefa Nacional LGBTQ, organizadora do evento.

O festival, que começou em 4 de março e atraiu 10.000 participantes ao longo da semana, aconteceu antes da atual onda de cancelamentos de eventos que varre o país. Carey enfatizou que os organizadores do evento “tomaram a decisão mais recomendada na época, seguindo todas as orientações oficiais disponíveis pelo governo”.

O governo Trump vem sendo criticado pela demora em tomar atitudes e recomendações em relação à crise do Coronavírus. Fora o fato de, nos Estados Unidos, não existir sistema público de saúde e a testagem ser cara para maior parte da população

Na realização do Winter Party Festival, organizadores do evento lembram que tomaram precauções adicionais durante o festival, distribuindo 10.000 frascos de álcool gel para as mãos e informações de higiene para os participantes.

Ainda não é possível mensurar quantos participantes do festival está contaminado, pois não há contabilização de quantos apresentaram sintomas e também há transmissão do vírus mesmo sem a manifestação de sinais. Embora as estimativas do período de incubação variem de 1 a 14 dias, é mais comum em torno de 5 dias, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

Embora a Força-Tarefa Nacional LGBTQ não tenha confirmado quantos participantes deram positivo para o COVID-19 no momento, em um email, Carey apontou para a incapacidade de muitos serem testados para o vírus.

“Estamos monitorando a situação, mas a verdade é que milhões de pessoas em todo o país gostariam de fazer o teste, mas o governo não fez seu trabalho para disponibilizar os testes”, disse ela.

E completou: “Esperamos que, à medida que as pessoas sejam testadas, entrem em contato com aqueles com quem estiveram em contato direto e, se necessário, procurem atendimento médico”.

Ainda que atrasados, Estados e cidades dos Estados Unidos começaram a proibir grandes multidões na tentativa de conter a propagação do vírus. No estado de Washington, vários municípios proibiram multidões de mais de 250 pessoas, enquanto a cidade de Nova York implementou uma proibição semelhante para reuniões acima de 500. Na segunda-feira, o presidente Donald Trump anunciou novas diretrizes que desaconselharam a realização de reuniões com mais de 10 pessoas.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).