Por mais que eles dificilmente admitam, uma pesquisa do portal Youporn revelou que uma parte expressiva dos homens héteros também assiste pornô gay.

De acordo com o levantamento, 23% do tempo em que assistem pornô, homens héteros acabam caindo não acidentalmente em algum pornô gay. Já entre mulheres heterossexuais essa porcentagem chega a superar 50% que assiste ao pornô gay masculino com frequência, conforme um outro estudo.

A pesquisa realizada sob garantia de anonimato também constatou que 24% dos homens héteros já tiveram alguma experiência homossexual na vida contra 36% das mulheres heterossexuais em relação a alguma experiência lésbica.

Vale lembrar que, assistir um ou outro pornô gay não significa que o cara seja gay necessariamente. Da mesma maneira que um gay pode assistir um pornô hétero e acabar curtindo eventualmente. Quem nunca, gente? E nem por isso viramos hétero, certo?

Mas afinal, por que héteros assistem pornô gay? Após os resultados da pesquisa, essa pergunta foi feita ao expert em sexualidade da Radio 1 do Reino Unido, Alix Fox e a outros profissionais de saúde e sexólogos. Juntos, eles chegaram aos seguintes motivos para explicar a preferência ocasional:

Se rebelar secretamente contra regras de gênero
Um argumento é o de que relações gays são inspiradoras e geram curiosidade justamente porque não seguem as regras de gênero. Você não sabe necessariamente quem vai penetrar ou ser penetrado, ser o submisso ou o dominador (de maneira que o pornô hétero nesse sentido é bem chato e previsível) e isso simplesmente instiga e gera interesse eventual.

Observar como são outros corpos masculinos
Muitos homens héteros, por curiosidade, querem se comparar a outros caras, e neste quesito, o pornô gay é um terreno fértil. No pornô hétero, o corpo masculino quase não tem foco, age como coadjuvante, enquanto no pornô gay, a riqueza dos detalhes é incomparável.

O Dr Sam Miles explica: “O pornô gay é baseado na hipermasculinidade, sempre cheio de músculos, rapazes bonitos – isso chama atenção dos caras heterossexuais principalmente pela comparação consigo”.

E de fato, heterossexuais vivem sempre tão proibidos de olhar pro lado, reparar ou comentar um corpo masculino (ao contrário das mulheres que se dão a uma liberdade as vezes até excessiva pra isso se comparando e comentando outras mulheres), que muitas vezes essa comparação rola nessas ocasiões secretamente.

E faz todo sentido… Se eles chegam a dar aquela espiadinha no mictório, não necessariamente por atração ou interesse, mas por curiosidade em se comparar mesmo, por que essa mesma curiosidade não rolaria secretamente no pornô na Internet?

Bissexuais e curiosos
A terceira razão apontada é que alguns héteros são de fato bissexuais ou curiosos não tão bem resolvidos consigo.

Embora existam todas essas razões citadas acima pra héteros convictos assistirem pornô gay, alguns de fato sentem atração por homens mas não se sentem prontos para admitir, e talvez nunca admitam que são bi, homo ou curiosos.

O Escritório de Estatísticas Nacionais do Reino Unido disse que, em 2017, o número de LGBTs chegou a 1 milhão pela primeira vez na história Reino Unido. Isso não significa que o número de LGBTs está crescendo ou aumentou, mas apenas que muitas pessoas estão se sentindo seguras e/ou mais a vontade pra saírem do armário.

Ainda assim, muitas não se assumem e acabam se dizendo hétero por aí, seja por medo, homofobia internalizada ou até estratégia de segurança, ainda que secretamente alimentem fantasias homossexuais. É justamente esse o caso destes.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).