O apresentador americano Andy Cohen fez várias confissões pessoais no Watch What Happens Live with Andy Cohen, revelou a revista britânica Attitude.

Ator, apresentador de TV, autor de best-sellers e produtor de reality shows premiados com Emmy, Andy Cohen é abertamente gay, e contou que não aguenta mais, em 2018 ainda ter gay perguntando se o cara é ativo ou passivo por aí.

Do alto de seus 50 anos de idade muito bem vividos, ele afirmou: “Essa história de ficar perguntando se é ativo/passivo já era. Também já me perguntaram inúmeras vezes… E toda essa vergonha de se dizer passivo que ainda existe é algo que já devíamos ter ultrapassado como comunidade. Por que temos que ficar rotulando tanto o sexo?”

Por Andy, a gente simplesmente ia pra cama, veria o que rola e aproveitaria ao máximo a situação: “Minha definição de sexo sempre é que é algo íntimo. O lance é ter tesão e chegar ao orgasmo junto se realizando fazendo o que você quiser e puder, ao invés de ficar nos limitando com rótulos e questões tão específicas”, disse ele.

E continuou: “Pra mim pelo menos essa coisa de ativo e passivo, além de nos limitar, remete muito a ‘quem é o homem ou a mulher da relação’. É algo ultrapassado obviamente”.

Ainda segundo Andy, existem preferências mas quase todo mundo acaba sendo versátil uma hora: “A verdade é que hoje em dia quase todos já foram ativo ou já foram passivos em algum ponto. Acho que o lance é deixar o jogo mais aberto”, disse.

“As pessoas podem variar muito quanto ao sexo. Eu sou do time dos que simplesmente chega lá e aproveita ao máximo tudo que rolar!”, concluiu.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).