A polícia de Hong Kong prendeu sete pessoas na segunda-feira (14 de dezembro) por supostamente coagir homens, alguns de até 20 anos, a fazer sexo diante das câmeras, como parte de um falso esquema de pornografia gay.

De acordo com as autoridades, o grupo recrutou pelo menos quatro homens com idade entre 20 e 31 anos em um site de mídia social descrito pela polícia, segundo o Pinknews, como “popular entre os gays”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Esquema usava aplicativos gays
Esquema usava aplicativos

Cada um foi obrigado a assinar um contrato com uma empresa falsa, declarando que eles não podiam se recusar a fazer sexo com um cliente, sob pena de multas.

As vítimas teriam sido prometidas pelo menos HK $ 1.000 por hora para apresentações ao vivo assistidas por um pequeno número de clientes. Se tentassem sair, burlar o esquema ou violassem seus contratos, as vítimas enfrentariam chantagem e multas pesadas.

VEJA TAMBÉM:  Segurança flagra padre assistindo porno gay e sofre assédio sexual

A polícia prendeu os sete sob suspeita de conspiração para controlar outros por prostituição, intimidação criminosa e chantagem.

Esquema: vítimas de golpes foram ameaçadas.

As quatro vítimas alegaram não ter tido relações sexuais com nenhum dos seus clientes, mas disseram que outras pessoas envolvidas no golpe fizeram e imploraram que contactassem a Força Policial de Hong Kong.

Nenhuma das quatro vítimas foi paga pelo seu trabalho e todas procuraram pedir demissão.

Mas a gangue recusou, em vez disso os chantageou, ameaçando postar o vídeo dos homens em atos sexuais online.

Se alguma das vítimas quebrasse, burlasse o esquema ou violasse seus contratos, “penalidades pesadas” ocorreriam, disseram eles.

“Outro termo do contrato foi que, se aqueles que assistem aos programas ao vivo querem fazer sexo com os atores, eles não podem recusar”, disse o superintendente de polícia Chen Chi-cheong.

VEJA TAMBÉM:  JURA? Narcisistas assistem mais pornografia do que qualquer outra pessoa

“Se o fizessem, também teriam que pagar uma multa.” Gente! Que absurdo!

Avatar
Carioca, antenado e intenso. Redator do Põe na Roda e Produtor Digital da Rádio Rio de Janeiro. Amante das artes, desde as cênicas até a fotografia. Taurino com 21 anos, apreciador raiz da cultura pop e um jornalista em construção.