Maria Joaquina, uma garota de apenas 11 anos de idade, foi impedida de participar da competição feminina do Campeonato Sul-Americano de Patinação Artística por ser garota trans.

A Confederação Sul-Americana de Patinação (CSP) alegou que a jovem não poderia competir porque no seu RG ainda constava o sexo masculino.

Além disso, também alegaram que a garota teria vantagem esportiva por conta dos níveis de testosterona. O pai contestou e afirmou que ela ainda nem entrou na puberdade. Logo, seus níveis de testosterona são como o de qualquer criança da sua idade, independente do sexo.

Após a decisão da Confederação, os pais da garota, Gustavo Cavalcanti e Cleber Reikdal, e seus advogados, entraram com pedido na Justiça para que ela pudesse participar do campeonato que aconteceu ontem (23) em Joinville, Santa Catarina.

Os pais da garota já entraram com o processo na Justiça para mudança de nome e gênero nos registros civis de Maria Joaquina. O parecer do Ministério Público foi favorável, porém ainda não foi julgado, e é por esse motivo que os documentos da patinadora ainda constam no sexo masculino.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Pois bem, o Superior Tribunal de Justiça de São Paulo julgou o caso e decidiu a favor da jovem, garantindo que ela competisse na modalidade de acordo com seu gênero.

Esta não é a primeira competição da garota. Maria já esteve presente nas edições 2017 e 2018 do Campeonato Paranaense e também disputou o Campeonato Brasileiro em 2018, no qual ficou em segundo lugar e levou para casa medalha de prata, com anuência da CBHB.

Infelizmente, na competição mais recente, Maria Joaquina não teve um bom desempenho. Provavelmente abalada pelo impedimento de treinar na pista da competição por determinação da CSB. Durante sua apresentação, a atleta teve quatros quedas e chegou a chorar.

Maria Joaquina, muito sucesso em sua vida e lembre-se sempre que ninguém solta a mão de ninguém!

Maikon Stefan
Amante do teatro, tv e de Harry Potter, formado em Técnico em Administração e Bacharel em Ciência e Tecnologia (UNIFESP-SJC). Atualmente cursa Engenharia de Materiais (UNIFESP-SJC). Também foi Presidente da Empresa Júnior (Ectm Jr). "Me chama pra causar que eu vou".