O lutador profissional, e abertamente gay, Mike Parrow é uma figura imponente que projeta medo nos adversários. Mas durante a cerimônia de casamento com o seu companheiro, ele apenas parecia adorável.

Parrow compartilhou algumas fotos do dia especial nas redes sociais, confira no post de seu Twitter abaixo:

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

  

“Meu marido e eu queremos agradecer a todos do fundo do coração!” Parrow escreveu. “Obrigado aos nossos amigos que foram capazes de se juntar a nós, especialmente durante as circunstâncias atuais de todos e a todos os outros que enviaram bons votos, realmente significou o mundo para nós. O casamento foi perfeito!”

VEJA TAMBÉM:  Dendê Futebol Clube: conheça o 1º time de futebol gay de Salvador

Mas o primeiro encontro deles pode não sugeriria um casamento nos próximos anos. “Foi literalmente o pior primeiro encontro de todos os tempos”, lembrou Parrow ao documentarista Kenny Johnson.

O lutador conta que “eu sentei no meu telefone sem saber o que dizer para ele. Precisava explicar a ele: ‘você nunca encontrará meus amigos, nunca iremos a lugar algum onde seremos vistos juntos e você só pode vir à noite’. Quem fica com uma pessoa que diz isso?”.

Além disso, Parrow, durante anos, lutou com demônios internos durante anos na tentativa para aceitar sua identidade sexual. “Minha mãe era muito católica e nunca houve conversa ou nada sobre ser gay. Isso nunca foi mencionado. Na minha cidade natal, não tínhamos ninguém que fosse gay. E tudo o que vi na TV não estava nem perto de quem eu era”, revela.

VEJA TAMBÉM:  Artilheira, craque, campeã, lésbica e desafeto de Trump: a consagração de Megan Rapinoe

“Então, eu não queria ser gay, porque tudo o que estava representado não estava nem perto de ser eu. Eu meio que retive isso e enterrei. Eu fiquei tipo: ‘Não tem como outras pessoas como eu. Estou sozinho'”, acrescenta.