O canal no YouTube do Craque Neto vem há muito abordando temáticas que englobam o público LGBT+. Em seu programa na Band, o apresentador, ao comentar sobre preconceito no futebol, já chegou a dizer frases como: “Racista e homofóbico nem são gente!”.

Em uma recente entrevista com o youTuber Felipeh Campos, fundador da Gaivotas Fiéis (primeira torcida organizada gay criada em outubro de 2013), também conhecido pelo programa A Tarde É Sua, Felipeh contou que foi uma agressão ao seu ex namorado que resultou na ideia de criar a torcida.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Eu namorava um rapaz e morava na Bela Vista, Região Central de São Paulo. Ele estava indo para minha casa e foi agredido por uma torcida do Corinthians na Paulista.”, relata.

“Ele chegou todo machucado e eu pensei: ‘Se eu fosse para a imprensa falar que meu namorado havia sofrido um ataque eu só estaria dando mais força’”, explica. E foi assim que veio a ideia: “Com isso tive a ideia: eu vou montar uma torcida gay do Corinthians!”, explicou.

VEJA TAMBÉM:  Contra homofobia, jogo do Bahia traz bandeiras arco-íris ao campo do Arena Fonte Nova

“Eu amo futebol, manjo muito, mas nunca tive espaço para falar. Um gay falando de futebol, que coisa incrível seria”, argumenta o YouTuber.

“Por que só homem, só ogro que pode falar de futebol? O gay não torce, não participa, não vai ao estádio?”, completa.

Assista a entrevista abaixo: