O caldo parece estar engrossando em Brasília. É que o pastor e um dos principais apoiadores do governo Bolsonaro, Silas Malafaia vem usando o Twitter para fazer críticas a postura do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), um dos filho do presidente. Malafaia criticou à fala de Eduardo sobre a situação dos ilegais no Estados Unidos, que o mesmo tinha dito que tais pessoas eram uma vergonha para o país.

O filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, ajudaria muito mais ao governo do seu pai parando de falar asneira“, disparou o pastor na noite do último domingo (17). “Poderia ter ficado de boca fechada na questão dos imigrantes ilegais brasileiros. Não conhece a realidade da questão. A maioria, quase que absoluta, vai para trabalhar.”

Sem medir as palavras, o pastor confessou não ter vergonha dos imigrantes em situação ilegal e pontuou que, na maioria dos casos, esses estavam sentando fugir do desemprego no país. “Não tenho vergonha dos brasileiros ilegais q estão em diversas nações poderosas. Não são vagabundos nem pilantras, pelo contrário, trabalhadores que foram tentar a vida fugindo do desemprego“, escreveu.

O comentário do Filho do Presidente aconteceu durante um evento em Washington, prévio à chegada do presidente à capital americana, ainda no domingo, 17. Para Eduardo Bolsonaro, a justificativa seria de que os Estados Unidos não oferecerem reciprocidade ao Brasil para isentar turistas de visto para entrada no país. Segundo Eduardo, há mais brasileiros que passariam a viver ilegalmente nos EUA com isso.

As discordâncias entre o pastor e o Filho do Presidente já vem acontecendo há algum tempo. No início do mês, Malafaia utilizou o Twitter pra criticar Eduardo sobre a saída do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da prisão para participar do enterro do neto Arthur.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Perdeu uma ótima oportunidade de ficar de boca fechada“, disparou o pastor no Twitter. “O sábio Salomão já dizia que até o tolo quando se cala, se passa por sábio“.