Em uma entrevista bastante honesta e chocante, o medalhista olímpico brasileiro, Diego Hypolito, revelou que já foi vítima de bullying e assédio sexual quando treinava desde criança no Flamengo, no Rio de Janeiro.

A revelação se deu logo após o último domingo quando o Fantástico, da TV Globo, exibiu uma reportagem falando sobre as mais de 40 denúncias de assédio do técnico Fernando de Carvalho Lopes por parte de muitos atletas que treinaram com ele durante a carreira esportiva.


Veja também:


Contando parte de sua história, Diego se abriu e comentou que quando criança e adolescente era constantemente intimidado, humilhado e forçado a realizar tarefas, como por exemplo, pegar pilhas com o ânus.

O terror psicológico começou a acontecer ainda o início dos treinos quando ele tinha apenas 7 anos de idade. Sendo específico em uma de suas memórias, ele lembrou de uma passagem vivida aos 10 ou 11 anos:

“Só tive coragem de contar pra minha mãe por volta desta idade, por exemplo uma história, de quando os atletas mais velhos se juntaram e me fizeram ficar nú, me obrigavando a pegar pilha com o ânus, colocando pasta de dente em cima para arder. Neste dia eu tive um ataque epilético e não consegui realizar a minha prova.”, revelou o atleta.

Perguntado pelo jornalista que o entrevistou, Diego disse preferir não revelar o nome dos agressores, mas que está falando publicamente agora pelo assunto estar vindo a tona, e também para que este tipo de ocorrência seja exposta e denunciada afim de se inibir a prática, além de, com isso, poder ajudar quem sofre calado pra que saiba que não está sozinho e que precisa sim falar e buscar ajuda.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).