Médico que atende principalmente pacientes LGBTs, Vinicius Borges é mais conhecido como Doutor Maravilha nas redes sociais, onde sempre informa seus seguidores sobre saúde com bom humor.

Uma das perguntas mais recebidas por ele em suas redes sociais nestes períodos pré-carnaval, adivinhe qual é? Se dá tempo de iniciar PrEP até o Carnaval!

Antes de tudo, vale lembrar que o sexo seguro, diferente das campanhas de prevenção do governo, deve ser uma prática o ano todo e não apenas no Carnaval ou período de festas.

E por sexo seguro entende-se: usar camisinha, adotar alguma forma de prevenção combinada, usar a PrEP se você se considerar em práticas maior risco e não esquecer de se testar regularmente, afinal, desta forma você se trata ao menor sinal de problema e também impede de passar qualquer possível IST à frente. Lembrando disso tudo, pode cair na folia e aproveitar o carnaval tranquilo!

Pois bem. A PrEP é comprovadamente uma aliada e tem reduzido significativamente o número de novos casos de HIV. E muitas pessoas fazem uso para se sentirem mais seguras quanto a uma possível infecção sexualmente transmissível pelo vírus. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

É fato, que em um acidente, descuido ou possível situação de risco, situações às quais todos corremos o risco de sermos expostos eventualmente, a PrEP dá uma segurança e tranquilidade por impossibilitar a infecção pela IST ainda incurável: o HIV.

Mas é importante sempre lembrar: isso não significa abandonar o uso da camisinha, que deve continuar a ser uma prática, até porque existem outras ISTs, que diferente do HIV, são tratáveis, mas ninguém quer ficar doente ou prejudicar sua saúde ou a dos outros, certo?

Pois bem. Dito tudo isso, o Doutor Vinícius respondeu a dúvida em seu Instagram. Afinal, dá tempo de iniciar a PrEP até o Carnaval?

Nas palavras do Doutor Vinícius: “Se você faz sexo anal passivo (é penetrado), a PrEP leva 7 (sete) dias para lhe proteger do HIV. Por isso, aguarde esse tempo para alcançar a proteção ideal do medicamento nessa região do corpo”.

E para o tecido vaginal? Ele explica: “No tecido vaginal o medicamento demora mais para alcançar a concentração ideal de proteção. Por isso, se estiver começando a tomar PrEP hoje, espere 21 dias para contar com a PrEP para relações vaginais”.

Já sobre a mucosa do pênis, vale o mesmo prazo do sexo anal: “Não há dados sobre quanto tempo o medicamento leva para proteger a mucosa do pênis, então se considera uma semana também”, escreveu o médico.

Finalizando seu post, o doutor Maravilha lembra mais uma vez: “A prevenção é combinada, não esqueçam dos preservativos, anjas!”. Veja o post original abaixo:

Entendidos, então? Aproveite para seguir o Doutor Maravilha em suas redes sociais: Instagram | Twitter

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).