Um novo relatório apresentado por cientistas da Universidade de Toronto, no Canadá, afirma que ser canhoto é um dos três fatores que tornam um garoto mais propenso a ser gay. Dá pra acreditar? Bem, vamos ao que disse o estudo…

Eles também afirmam que ter vários irmãos mais velhos e ter outros gays na família também são marcadores significativos, relatou o jornal Daily Mail. Segundo o estudo, homens gays são cerca de 34% mais propensos a serem canhotos do que os homens heterossexuais.

Efeito fraterno

Já o “efeito da ordem de nascimento fraterno”, com um ou mais irmãos mais velhos, aumentaria a probabilidade de ser gay em cerca de 14,8%, de acordo com a pesquisa.

Ter membros gays na família – do lado da mãe ou do pai – aumentaria também a probabilidade de ser gay. No entanto, isso foi amplamente separado dos outros fatores, disseram os pesquisadores. Ter todos os três, no entanto, não aumentaria a probabilidade de ser gay, disseram os autores do relatório.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Por exemplo, os homens gays que tinham vários irmãos mais velhos eram “principalmente” destros, escreveram os autores da Universidade de Toronto. A pesquisa foi baseada em um estudo com mais de 800 gays.

De acordo com o estudo, o maior “subgrupo” de homens na pesquisa (63%) não tinha nenhum dos três “marcadores”, e eram muito semelhantes em seus perfis a homens heterossexuais, disse o Mail.

Os diferentes subgrupos de homens gays também tinham perfis psicológicos diferentes.

Por exemplo, os pesquisadores descobriram que os gays sem nenhum dos três “marcadores” eram os mais propensos a se adequar ao gênero. Isso significa agir de uma maneira típica de um homem, em vez de agir de maneira mais feminina, por exemplo, realizar trabalhos mais tipicamente “masculinos”, como um mecânico de oficina ou bombeiro.

No entanto, homens gays com muitos irmãos mais velhos eram mais propensos a ter empregos mais tipicamente realizados por mulheres. “Apresentamos evidências de que homens não heterossexuais podem ser categorizados em pelo menos quatro subgrupos”, escreveram os autores da pesquisa no periódico PNAS.

Eles explicaram que alguns homens tem maiores chances de serem gays quando têm vários irmãos mais velhos, porque toda vez que uma mulher dá a luz a um menino, isso desencadeia uma resposta imune no corpo da mãe o bombardeando com hormônios que interferem no gênero e orientação sexual. Essa resposta aumentaria a cada menino nascido.

O canhoto é um traço mais comum em homens do que em mulheres: os homens são 20% mais propensos a serem canhotos do que as mulheres.

As causas da lateralidade ainda não são conhecidas, mas acredita-se que esteja ligada a fatores genéticos, imunológicos e hormonais que afetam o cérebro em desenvolvimento, afirmaram os pesquisadores. Afirma-se inclusive que ser gay seria algo definido geneticamente e herdado de sua formação.