Um casal de pinguins machos de um zoológico dinamarquês roubou uma pinguim filhote de um casal hétero de pinguins que estava tendo um desempenho péssimo como pais.

Funcionários do zoológico filmaram o drama que  aconteceu no Zoológico de Odense no início desta semana, quando a fêmea heterossexual com a filhote recém nascida foram tomar banho. Por ela ter ido embora, deixando a filhote sozinha, o pai deveria ter cuidado. Mas ele também deixou a cria sozinha. Foi quando o casal de pinguins gays, ao se dar conta da situação, simplesmente pegou a filhote pra cuidar.

“Acho que a fêmea saiu para tomar banho e foi a vez do macho cuidar do filhote. Por ele ter deixado ela sozinha, esse casal olhou e pensou: ‘É uma pena, mas vamos pegar ela para cuidarmos”, disse a tratadora do zoológico Sandie Hedegård Munck.

Este é casal gay de pinguins que pegou a filhote pra cuidar

Munck disse que o macho nem sequer agia como se sua filha tivesse sido sequestrada, com total indiferença. Ao invés disso, ele estava “andando pelas instalações”, agindo como se nunca tivesse tido um filhote.

A fêmea voltou e olhou ao redor um pouco, mas nem insistiu muito depois disso. Munck disse que o acontecimento foi surpreendente, já que a fêmea costumava ser agressiva se os seres humanos chegassem perto demais de seu filhote.

Acontece que, um tempo depois, os pinguins héteros finalmente resolveram dar ouvidos aos sons de sua filhote e foram pegá-la de volta do casal gay. Munck teve que intervir entre os dois casais para parar a briga dos pinguins e devolver a criança aos pais biológicos.

O casal gay entretanto conseguiu uma outra filhote para criar a partir de uma mãe pinguim que não era capaz de se agachar no ovo, agora que Munck sabia que eles estavam interessados ​​em cuidar de um.

“Os machos não têm filhos porque não põem ovos. Então é um ótimo exercício para eles cuidarem dessa bebê. Eles se sentem úteis. Agora se um pinguim se esquecer de cuidar de um ovo, podemos sempre dar a esse casal gay”, concluiu a tratadora do zoológico Sandie Hedegård Munck.

 

Assista também: