Racistas por toda internet ficaram em polvorosa ao saberem que a nova versão de A Pequena Sereia da Disney, trará como protagonista a atriz Halle Bailey. Tudo porque ela é negra, diferente da versão de 1989 onde a princesa da Disney era branca e ruiva.

Muitos se dizem indignados, disfarçando seu racismo sob o discurso de que “a Disney estaria modificando a versão original de um clássico”. Pois o que poucos sabem é que a versão original de A Pequena Sereia tão pouco era a da Disney e tinha várias diferenças.

Pra começo de conversa, a história de A Pequena Sereia foi criada em 1837, escrita originalmente pelo autor dinamarquês Hans Christian Andersen.

Nesta versão, o príncipe Eric não se apaixona por uma sereia enfeitiçada por uma bruxa e que finge ser humana. O que acontece no conto é que ele se apaixona por uma humana e isso leva Ariel a se matar no final, deixando seu corpo se se desfazer na água, o que parece aterrorizante demais pra um filme da Disney, né? Felizmente eles mudaram!

Algo ainda menos conhecido da versão original é que Hans escreveu a história depois de uma paixão frustrada de sua vida, por Edvard Collin, um homem hétero.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Muitos biógrafos contam a história de Hans Christian Andersen sendo um homem bissexual, que expressou amor por homens e mulheres em sua vida. Edvard, sua paixão, era um homem fora de seu alcance, não só pela dificuldade de se viver um amor homossexual naquele tempo, mas também por ser de uma classe muito mais privilegiada.

O crítico de história literária Rictor Norton escreveu sobre a vida de Hans Christian Andersen: “Em cartas escritas ao seu querido e jovem amigo Edvard, Hans Christian Andersen disse: ‘Nossa amizade é como ‘Os Mistérios’, não deve ser analisada’, ‘Eu anseio por você como se fosse uma linda garota.’ e “No conto de fadas [A Pequena Sereia], escrito quando Edvard decidiu se casar, Hans se mostra através história onde a personagem perde o seu príncipe para outro amor”.

Então, quando as pessoas estiverem fazendo muito esforço pra defender uma “Ariel de acordo com a história original sendo branca e ruiva”, simplesmente, lembre-os da primeira história escrita originalmente pelo autor bissexual Hans Christian Andersen.

Na Internet, algumas pessoas informadas sobre a versão original argumentaram justamente isto, não só em portais que noticiaram a curiosidade, mas no Twitter em comentários como “A inspiração original de A Pequena Sereia não é o amor não correspondido de Hans Christian Anderson por um homem? Imagina esses conservadores se a Disney tivesse adaptado isso?!”.

Confira:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).