A descoberta de como funciona parte da curiosa formatura de novas turmas de policiais no Egito, país extremamente LGBTfóbico e conservador, virou meme na Internet atingindo mais de 3 milhões de visualizações. Isso tudo pela cerimônia ser comparada a uma Parada LGBT.

Acontece que, em ambos os eventos, de fato vemos muitos boys sarados sem camisa desfilando em trios. Sim, é assim que a população do Egito dá as boas vindas aos novos profissionais de segurança pública do país.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Formatura de polícia no Egito (Foto: Reprodução / Twitter)
Formatura de polícia no Egito (Foto: Reprodução / Twitter)

Considerando a maior visibilidade tem que a letra G nas Paradas LGBT em geral, além da hiper-valorização do “corpo-padrão”, até que o meme comparando ambos os eventos não está errado e inclusive serve pra reflexão!

“A The Week ta diferente!”, “Gente , mas se não fosse um país homofobico eu até ia prestigiar essa é momento! kkk” e “A fábrica de Kens!” foram alguns dos comentários em um dos vários compartilhamentos do vídeo na Internet.

VEJA TAMBÉM:  Nesta páscoa, você quer o ovo da Pabllo, da Gloria ou da Lia?

Assista abaixo:

E pra mostrar como realmente a formatura de novos policiais do Egito lembra uma Parada LGBT, o internauta @saulette fez uma versão do mesmo vídeo, mas com o hit Macho Man tocando de fundo. E olha, não é que a Internet tem razão, menina? Veja abaixo:

É importante ressaltar que, apesar da piada do meme, o Egito está longe de sediar qualquer evento como uma Parada LGBT, sendo um país extremamente violento com esta população. Recentemente foi notícia o fato de que a polícia de lá tem usado até o Grindr pra localizar LGBTs e prendê-los e até submetê-los a exames anais forçados na tentativa bizarra – e falsa – de comprovar homossexualidade.

VEJA TAMBÉM:  Post explicando caso Flordelis em gírias LGBT viraliza na web
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).