Homens gays e bissexuais devem ser cautelosos em relação ao sexo – principalmente com múltiplos parceiros – se quiserem evitar chances de pegar e espalhar o coronavírus.

A instituição norte-americana de caridade LGBT + para a saúde, GMFA, emitiu um guia com conselhos e informações sobre a prevenção e transmissão de coronavírus, voltado à homens gays e bissexuais.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em relação à possibilidade de transmissão do novo coronavírus, o material é enfático em afirmar que sexo é de fato uma atividade de alto risco.

“Devido à maneira como o vírus se espalha, o sexo é uma atividade de alto risco, especialmente se você está fazendo sexo com diferentes parceiros. Isso ocorre porque, durante o sexo, tendemos a trocar fluidos corporais, como sálvia, saliva e suor”.

Mas qual seria a melhor maneira de evitar o contágio então? Obviamente, não fazer sexo. Entretanto, se mesmo assim você fizer muita questão, usar preservativos para o sexo oral ajuda bastante a diminuir o risco.

VEJA TAMBÉM:  Coronavírus: apesar dos estoques baixos de sangue, restrição de doação por gays continua

Limitar o número de parceiros também é importante. Se você costuma participar de festas de sexo, sexo químico, saunas ou dark rooms, pode ser mais seguro limitar este tipo de atividade, e preferencialmente evitar durante este período de quarentenas e isolamentos.

Agora, se você estiver infectado com COVID-19, a medida que deve ser tomada obrigatoriamente é interromper imediatamente suas atividades sexuais, evitando infectar outras pessoas.

“Obviamente, se você está em um relacionamento fixo e ambos estão em casa, se isolam e não apresentam sintomas, divirta-se tanto quanto quiser. No entanto, se um de vocês começar a mostrar sintomas, tente evitar o sexo por até 14 dias”, informa o guia.

E quanto a pessoas que vivem com HIV?

As principais instituições de caridade já tranquilizaram esta parcela da população. Sendo jovens e saudáveis, é improvável que haja maior risco do que em qualquer outra pessoa.

VEJA TAMBÉM:  Todo Mundo Quer Ser Dona Margarida: peça ganha exibições online ao vivo em curta temporada

Enquanto isso, o GMFA aconselha as pessoas que precisam fazer o teste de HIV e DSTs a usar os serviços de testes domésticos, se puderem.

Cuidandos com a saúde mental também foram lembrados no material: “Muitos homens gays e bissexuais experimentam depressão e ansiedade; portanto, se você é uma dessas pessoas, certifique-se de cuidar de seu bem-estar mental”.

E continua: “No geral, sabemos que, durante esse período, a conexão pode ajudar a superar o tédio e o isolamento. Mas todos temos que fazer a nossa parte para ajudar a impedir a propagação do COVID-19. Sabemos que as pessoas mais velhas têm alto risco de complicações de saúde com esse vírus, então todos devemos fazer o possível para proteger os outros.”

Enquanto isso, você pode se proteger e proteger aos seus entes queridos e a população em geral, seguindo estes conselhos:

  • Lave as mãos mais regularmente com água e sabão por pelo menos 20 segundos.
  • Cubra a boca e o nariz com um lenço de papel ou a manga (e não as mãos) quando tossir ou espirrar.
  • Coloque todos os tecidos usados ​​na lixeira imediatamente.
  • Evite tocar em seu rosto, principalmente nariz, boca e olhos.
  • Tente evitar contato próximo com pessoas que não estão bem.
  • Se não estiver bem, evite o contato com outras pessoas (toque, beijo, abraços e outros contatos íntimos) e verifique os conselhos oficiais mais recentes sobre consultar um médico ou se auto-isolar.
  • Use um desinfetante para as mãos (com pelo menos 60% de álcool) se não for possível lavar as mãos.
VEJA TAMBÉM:  Coronavírus: casal gay distribui máscaras de arco-íris para promover prevenção
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).