A matéria abaixo é traduzida do site Gay Star News.

Sabemos que ser bissexual pode ser uma coisa complicada para muitas pessoas.

Quando comparados com outras vivências LGBT+, os bissexuais têm maior probabilidade de ficar no armário, mais propensos a sofrer com sua saúde mental, mais propensos a serem pobres, sofrer violência do parceiro, sofrerem problemas de dependência. E a lista continua.

Mas nem tudo é ruim, é possível ser bissexual e feliz.

Afinal, a felicidade é um estado de espírito. Mas toda pessoa bissexual terá que encontrar seu próprio caminho individual para a felicidade e a aceitação. A verdade é que não há uma resposta que resolva todas as soluções nessa jornada. Mas aqui estão algumas coisas para lembrar.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Seja o bissexual que você quer ser

Pode parecer estranho, mas as pessoas bissexuais estão frequentemente lutando contra os preconceitos das pessoas. Portanto, você não deve gastar seu tempo pensando em como deveria ou não ser e apenas ser você mesmo.

Você também pode pensar que há certas coisas que não pode fazer. Por exemplo, eu sempre me senti culpado assistindo pornô gay quando estava em um relacionamento com o sexo oposto. Parecia que todas aquelas pessoas que disseram que eu era secretamente gay – e que acabaria traindo minha namorada – estavam certas.

Por fim, percebi que estava me julgando por meio da lente de pessoas que não gostavam de bissexuais, independente da maneira que sejam. Preciso julgar minha sexualidade e como ela se manifesta em minha vida pelos meus próprios padrões. E se tornar o bissexual que eu quero ser.

Se pessoas heterossexuais e homossexuais não se sentem culpadas assistindo pornô quando estão em um relacionamento, por que eu deveria?

Então, quem se importa com estereótipos, pense no que faz você feliz.

Você é bissexual virgem? Só pode fazer sexo com mulheres ou pode ficar com qualquer um? Você é o bissexual misterioso, o ativista bissexual, o bissexual chato? Ou, apesar dos claros benefícios de ser assumido, ficar no armário funciona melhor para você?

Conheça outros bissexuais

Ser bissexual não é uma escolha. Mas você pode escolher como fica a sua vida. Talvez nem seja tão importante para você, mas caso se sinta estranho entre amigos e familiares, pode ser uma boa ideia procurar outros bissexuais.

Ver outras pessoas que compartilham sua orientação e como elas lidam com as lutas é fortalecedor. Conhecer alguém que “esteve lá e fez isso” pode ser brilhante e também rende ótimos conselhos.

Vale a pena notar que, só porque você conhece outras pessoas com a mesma sexualidade que você, não há garantia de que você goste delas. Mas se a princípio “o santo não bater”, tente e tente novamente. Existem infinitos bissexuais por aí para escolher.

Encare os desafios

Enfrente os desafios. Em última hipótese, as coisas não vão mudar – você é bissexual e é isso.

Você pode encarar as dificuldades e fazer elas trabalharem a seu favor ou passar a vida lutando contra elas. Qual das opções fará você mais feliz?

O fato de a bissexualidade ser invisível é um desafio profundo. Muitas pessoas acreditam que temos mais opções e que podemos esconder quem somos.

A verdade é que não há como mudar sua bissexualidade. A única escolha que você tem é de como viver sua vida.