O que era pra ser apenas uma noite de sexo, acabou se tornando um pesadelo para uma poc sem noção de Berlim.

O cantor e escritor, Danny Polaris, teve de ser hospitalizado após um incidente que o deixou com o pênis ereto por dias.

Em entrevista ao portal PinkNews, ele contou que tomou Viagra antes de ir a uma festa e lá conheceu uma enfermeira que se dispôs a injetar um “potencializador de ereção” em seu pênis.
Na manhã seguinte, quando acordou, ele percebeu que seu pênis não havia abaixado e decidiu colocar gelo em seus shorts na esperança que resolvesse a constrangedora situação.

Após quase dois dias de ereção contínua, ele chegou ao hospital gritando de dor e foi diagnosticado com “priapismo”, uma dolorosa ereção de longa duração que pode causar danos permanentes ao pênis.

Especialistas tentaram diversos procedimentos para tentar diminuir o inchaço. Utilizaram agulhas em volta do pênis cinco vezes na tentativa de remover o sangue, empurraram uma espécie de prego de plástico pela sua uretra, sem anestesia (o que Danny definiu como “pior dor do mundo”) e ainda tiveram que recorrer a uma cirurgia de emêrgencia, pegando uma veia da perna pra tentar retirar o sangue.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Nenhum procedimento foi capaz de abaixar o pênis do rapaz.

Envergonhado, o homem que mora em Berlim e tem um relacionamento aberto, contou que tem medo de nunca mais conseguir fazer sexo novamente e teme que isso afete sua relação:

Ás vezes acordo chorando e pensando no quão estúpido eu fui“, disse ele.

Danny Polaris está a mais de 10 dias no hospital (com seu pênis ainda ereto) e sem previsão de alta.
Seus amigos até organizaram um financiamento coletivo para ajuda-lo a pagar as contas de seu tratamento.

Fica aí a dica pras sedentas: use camisinha e nunca injete nada no pênis.