O Citi se tornou um dos primeiros bancos americanos a permitir que os titulares trans de cartões de crédito e não binários usem o nome de sua escolha em seus cartões emitidos por bancos.

Segundo o Pink News, a partir de terça-feira (20 de outubro), os frequentadores do banco Citi agora podem solicitar que o nome em seus cartões de crédito seja alterado sem ter que fazer isso legalmente.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O Citi será o primeiro a lançar a iniciativa “True Name” da Mastercard, informou o Business Insider. A notícia, sem dúvida, será um alívio para incontáveis ​​americanos trans, não binários e não-conformes de gênero, onde os cartões de crédito sempre foram barreiras logísticas.

Muitas operadoras de cartão de crédito permitem apenas que aqueles que concluíram uma alteração legal de nome mudem seus nomes nos cartões. De acordo com um estudo de 2015 do Centro Nacional para a Igualdade de Transgêneros, 32 por cento das pessoas solicitadas a mostrar uma identidade com um nome ou gênero que os deturpe foram assediadas verbalmente ou tiveram o serviço negado.

VEJA TAMBÉM:  Nova lei garante à transexuais e travestis direito a usar nome social no Amazonas

Citi é pioneiro na ação com cartão de crédito

“Estamos extremamente orgulhosos de lançar o recurso True Name, por meio de nosso relacionamento com a Mastercard, porque acreditamos fortemente que nossos clientes devem ter a oportunidade de serem chamados pelo nome que representa quem eles realmente são”, disse Carla Hassan, Citi Chief Diretor de Marketing em um comunicado de imprensa.

O recurso “True Name” está disponível para clientes de cartão de crédito existentes – novos membros podem solicitar um cartão de crédito Citi e, em seguida, solicitar uma mudança de nome. Introduzido em 2019, o esquema Mastercard “True Name” foi lançado pelo serviço para combater o problema comum de deadnaming entre portadores de cartões trans.

A Mastercard disse em um comunicado na época: “Estamos trabalhando com parceiros para criar um produto, bem como um processo sensível e privado, livre de questões pessoais, que permitirá que nomes verdadeiros, e não nomes mortos, apareçam nos cartões sem a exigência de uma mudança de nome legal.

VEJA TAMBÉM:  Novo RG de SP permitirá Nome Social mesmo sem alteração de nome no Registro Civil

Os bancos terão que aprovar o uso de cartões “True Name”, e eles podem causar alguns problemas para coletar prêmios de cartão de crédito ou em situações em que a identificação emitida pelo governo seja necessária.