Em mais uma demonstração da sua total falta de preparo, preconceito e homofobia, tomando sempre decisões puramente ideológicas sem qualquer estudo, embasamento ou critério técnico em suas áreas, o governo Bolsonaro acaba de cancelar o incentivo ao Turismo LGBT do Ministério do Turismo do Brasil. Vale lembrar que a área respondia por 15% de toda movimentação financeira do setor do turismo no país.

Em nota, o Fórum de Turismo LGBT lamentou a decisão. Veja na íntegra o texto publicado pela organização em repúdio à atitude do governo:

“O Fórum de Turismo LGBT do Brasil lamenta profundamente a atitude do governo federal em retirar o turismo LGBT dos planos de incentivo do Ministério do Turismo. O segmento é responsável por 15% de toda a movimentação financeira do setor, segundo a OMT; responsável por milhares de empregos e por quebrar paradigmas através da inclusão, que é um dos pilares da atividade turística. 

Todavia, o Fórum de Turismo LGBT do Brasil é uma inciativa privada, que não depende de nenhum tipo de apoio financeiro ou institucional do governo federal e que tem como objetivo capacitar o mercado e prepará-lo cada vez mais para essa demanda crescente e já compreendida por muitos outros destinos internacionais e empresas nacionais e internacionais. 

Em recente apresentação em São Paulo, a cidade de Nova Iorque afirmou que pelos menos 7 milhões de turistas LGBT visitam a cidade todos os anos, sendo responsável por uma injeção de capital milionária na economia local por meio do consumo em hotelaria, restaurantes, bares, musicais, museus, teatros e compras, em geral. Tamanha importância levou o destino a criar a campanha para o Pride Year neste ano. “2019 – O ano do Orgulho” deve atrair 4 milhões de turistas para celebrar os 50 anos de Stonewall, movimento que marcou a luta da comunidade LGBT por direitos iguais. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Nossas vizinhas, Argentina e Colômbia, também já despertaram para a importância do segmento e realizam um trabalho sério apoiado por seus governos, capacitando e divulgando seus destinos como LGBT friendly. Um trabalho que foi tão bem sucedido que 20% de todos os turistas que visitam Buenos Aires são LGBT, de acordo com o Ministério do turismo daquele país. Tal fato rendeu à cidade o título de capital do turismo LGBT da América Latina. 

Outra prova da importância do segmento é o mercado asiático. Países como Japão, Tailândia e a pequena ilha de Guan, têm se posicionado como destinos LGBT friendly de maneira séria e profissional, capacitando seus produtos e serviços para receber bem esse perfil de viajante que é exigente e tem alto poder aquisitivo. São iniciativas que reforçam a força do turismo LGBT e que, lamentavelmente, comprovam o desalinhamento do atual governo com os anseios e demandas do mercado. 

A relevância desse segmento será enfatizara durante o Fórum de Turismo LGBT do Brasil, para o qual temos a honra e o prazer de convidá-los. Juntem-se aos profissionais do setor para a terceira edição do evento que acontecerá no dia 06 de junho, no hotel Tivoli Mofarrej, em São Paulo. 

Na ocasião serão discutidas maneiras e soluções para o incremento dos negócios do setor através do turismo LGBT. 

Grandes nomes do turismo LGBT mundial estarão presentes, dividindo com o público toda sua expertise, além de apresentarem cases de sucesso e a oferta de produtos e serviços destinados ao turista LGBT.

Aguardamos por vocês.

FÓRUM DE TURISMO LGBT DO BRASIL”

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).