Provando mais uma vez que governa de acordo com a sua ideologia e não para todos, o governo Bolsonaro orientou a nova líder da Secretaria de Cultura, Regina Duarte, a não facilitar qualquer financiamento a projetos artísticos que tenham qualquer temática LGBT, de esquerda ou diversidade. As informações são do jornal O Globo.

A orientação dada à nova comandante da Secretaria de Cultura do Brasil, vai de encontro com o histórico do presidente assumidamente homofóbico. Desde sua eleição, Bolsonaro passou a censurar determinados temas na Cultura, suspendendo inclusive um edital de fomento à séries sobre diversidade de gênero e sexualidade. O primeiro chefe da área, Henrique Pires, foi demitido justamente por confrontar essa censura homofóbica do governo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Na época, Bolsonaro se defendeu das críticas afirmando que o governo “nunca censurou nada”, mas criou uma “curadoria”.

Já Regina também falou à imprensa sobre um de seus projetos para a pasta da Cultura: Criar um evento para a família ao lado de todo baile funk no Brasil. Como ela fará isso ainda não foi revelado.

VEJA TAMBÉM:  Rio já teve mais denúncias de crimes homofóbicos em 2018 que em todo 2017
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).