O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, acaba de ser premiado internacionalmente pela primeira vez.

Ele concorreu e ganhou no prêmio francês Je t’aime – Cons d’or que o consagrou nas categorias Mais Racista e Mais Misógino de 2018. Sim, o Brasil sendo representado internacionalmente frente a toda França, pessoal!

Bolsonaro leva 2 prêmios internacionais na França: Mais Racista e Mais Misógino de 2018.

Nas categorias, Bolsonaro disputava com nomes de peso na área, como o presidente americano Donald Trump e o presidente das Filipinas Rodrigo Duterte. Durante o anúncio de cada categoria, vários discursos de cada candidato ao prêmio eram exibidos.

Com frases em seu histórico como: “Meu filho não namoraria com uma negra”, “Não te estupro porque você não merece” e “Filho gay é falta de porrada!”, é claro que não teve pra mais ninguém.


Assista também:


Assista ao trecho da cerimônia no vídeo abaixo:

Em tempo: vale lembrar que o adversário político de Bolsonaro, Fernando Haddad, também já foi premiado internacionalmente. Não como misógino ou racista, mas pelo Plano Diretor da Prefeitura de São Paulo – desenvolvido em sua gestão.  O projeto urbanístico implantado em São Paulo foi premiado pela ONU.

Haddad também já ganhou o Prêmio Mayors Challenge 2016, que reconhece iniciativas de prefeituras do mundo que promovem desenvolvimento sustentável. O valor de U$ 5 milhões do prêmio conquistado foi investido em projetos de agricultura sustentável na periferia de São Paulo, atendendo mais de 40 mil pessoas.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).