Autoridades de saúde pediram que as pessoas deem preferência ao uso de ‘glory-hole’ durante o sexo para se protegerem melhor contra qualquer ameaça potencial do coronavírus.

Um guia publicado pelo BC Center for Disease Control do Canadá – e divulgado pelo jornal britânico Metro – afirmou que o uso de uma ‘barreira, como paredes (como acontece com a prática do ‘glory-hole’), que permite o contato sexual, mas evita o ‘contato pessoal’, diminui muito o risco de contaminação pelo covid-19. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

As diretrizes também recomendam que as pessoas usem máscara ou cobertura facial durante a relação e ‘escolham posições que limitem o contato cara a cara’.

Pra quem não sabe, ‘glory-hole’ é uma espécie de parede que separa duas pessoas durante o ato sexual, apenas com buracos por onde o pênis pode passar. É relativamente comum em casas de swing heterossexuais ou saunas gays. O fetiche permite que duas pessoas tenham contato sexual entre si, mas permanecendo isoladas em espaços separados.

VEJA TAMBÉM:  Pastora pede a fiéis que "agradeçam coronavírus" pois epidemia cancelou Paradas LGBTs pelo mundo

O coronavírus já havia sido encontrado em sêmen e nas fezes humanas, mas ainda não estava claro para os cientistas se podia ser transmitido através do sexo e qual o grau do risco. No entanto, vale lembrar que ele pode ser transmitido através de saliva e tosse, o que significa que beijar alguém com o vírus pode ser bem arriscado. Estatisticamente muito mais arriscado até do que uma penetração através do ‘glory-hole’.

Sendo assim, especialistas em saúde aconselham evitar ou limitar o beijo para ser seguro em uma relação. Eles também recomendam o uso de preservativos, lubrificantes e até barragens dentárias, tudo isso para minimizar o risco de contaminação do covid, além de é claro, proteger contra infecções sexualmente transmissíveis.

VEJA TAMBÉM:  Alívio do stress ou fetiche? 14% das pessoas já transou no trabalho

“As pessoas também devem lavar o corpo e as mãos com água e sabão antes e depois do sexo”, lembrou o BC Center for Disease Control. E continuou: “Os brinquedos sexuais devem ser limpos antes e depois do uso e não compartilhados com vários parceiros”.

Em sua conclusão, a NYC Health pediu para que as pessoas sejam mais ‘excêntricas’ e ‘criativas’ durante estes tempos em relação a posições sexuais escolhidas, preferencialmente com barreiras físicas. Outra recomendação foi de que casais se masturbem juntos ao invés de se terem muito contato ou tanta intensidade e troca de fluidos corporais, reduzindo assim os riscos de contaminação.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).