O espectro da sexualidade é vasto, né? Algumas pessoas tentam colocar as coisas numa ideia binária de heterossexualidade e homossexualidade, mas para quem prestar atenção, há claramente muito mais do que isso.

Janelle Monae recentemente trouxe à tona a conversa sobre pansexualidade, distinguindo-a da bissexualidade. Agora, o autor Alex Kazemi saiu como demissexual em uma entrevista.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Sou demissexual”, disse Kazemi ao King Kong Garcon. E explicou:  “Demissexualidade é o futuro. A idéia de demissexualidade é apenas fazer sexo com pessoas que você sente emoções, amor ou energia. É muito sobre as almas se conectando.”

O tweet trouxe muitos trolls, brincando que a sexualidade girava em torno de Demi Lovato, pelo nome ser “demissexual”. Outros disseram que essa sexualidade não existe ou a confundiram, dizendo que todos deveriam ter relações sexuais apenas com pessoas pelas quais sentem estas emoções.

VEJA TAMBÉM:  Gays se masturbam mais do que héteros, mas se fantasiam menos com ex, diz estudo

Mas a nuance em torno da demissexualidade não se concentra em relação a você ter ou não sexo casual, mas por quem você é sexualmente atraído – é uma pequena diferença, mas existe. Trata-se menos de gostar de alguém e aguentar até conhecê-lo, e mais centrado em não ter sentimentos, a menos que você conheça uma pessoa. Alguns consideram que faz parte do espectro assexual de sexualidades. O que você acha?

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).