Tendo todas as condições de saúde pra isso, o ator norte-americano Yuval David – que esteve nos filmes “O Despertar da Primavera”, “Boy Crush” e “A Bela e a Fera” – tentou doar plasma após se recuperar do Covid-19.

Infelizmente ele não conseguiu autorização pra isso. O motivo? Ser gay. Segundo medidas de saúde desatualizadas mas usadas ainda hoje em muitos países, seu sangue é considerado “impróprio”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O plasma é o líquido amarelo no qual as células sanguíneas estão presentes. Uma frente de pesquisa atual está testando se o plasma de pessoas que se recuperaram do coronavírus pode ajudar a salvar a vida de quem luta contra o vírus. Ainda em testes, os primeiros resultados tem sido promissores.

No entanto, como o plasma é um produto sanguíneo, acaba tendo as mesmas regras de doação de sangue da Food and Drug Administration, que praticamente proíbe homens gays e bissexuais de doarem sangue.

VEJA TAMBÉM:  Homem descobre traição depois do noivo ser colocado em quarentena com amante

Antes da pandemia de coronavírus, a FDA pedia que homens gays e bi esperassem um ano após a última vez que fizeram sexo antes de doarem sangue. Um pedido que praticamente impossibilita a doação. Agora, com os bancos de sangue com baixo estoque, eles reduziram o prazo solicitado para três meses.

E mesmo assim, Yuval David ainda não pode dar sangue, mesmo que ele só faça sexo com seu marido:  “Não me encaixo na política de abstinência de três meses”.

David, morador de Manhattan, disse à CBS New York: “Fiquei doente com o COVID-19 em meados de março. Eu dormia algo como 20 horas por dia, estava tão fisicamente exausto”.

Quando ele felizmente se recuperou, entrou em contato com o Centro de Sangue de Nova York para doar plasma na esperança de ajudar outros pacientes.

VEJA TAMBÉM:  Anitta participa de live com Miley Cyrus, dança funk, fala de aniversário e novo álbum

No entanto, quando lhes disse que era gay, casado com um homem e tinha sido sexualmente ativo com seu parceiro, eles recusaram seu sangue e informaram as regras da FDA que o impediam de ser doador.

David acrescentou: “Não me encaixo na política de abstinência de três meses, mas por que devo?”.

No entanto, como lembrou a matéria do Gay Star News sobre o caso, seu caso traz luz à questão e pode lembrar autoridades de uma necessidade de se atualizar as regras da proibição de doação de sangue, como já aconteceu em alguns países e mais recentemente no Brasil.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).