Caçar em app de pegação gay pode ser uma tarefa muito estressante para a maioria dos usuários que só querem uma transinha casual, um encontro despretensioso, enfim, aquele fim de semana que a gente quer mesmo é curtir, mas não cata nada.

O PRIDE fez uma listinha dos 10 piores tipos de boys encontrados no app de pegação gay e nós traduzimos em um vídeo explicando o motivo pelos quais esses boys cansam nossa beleza (e tiram nosso tempo).

Vale lembrar que, por vezes, NÓS SOMOS ESSES CARINHAS que se comportam de maneira bem desagradável com outros usuários e tudo bem, porque ninguém é perfeito e nem sempre a gente quer agir a favor do desejo do outro (nem temos obrigação).

Piores boys em app de pegação

Na listinha temos o boy fantasma, aquele que marca e nunca aparece no encontro, tem o boy que se apaixona e quer casar sem mesmo conhecer pessoalmente, tem aquele que nunca pode e o clássico “tô só olhando”.

VEJA TAMBÉM:  Estudo revela ligação entre Depressão e uso de Grindr… mas de quem é a culpa afinal?

Mas o app de pegação ainda resguarda o que fala uma ou duas vezes e depois desaparece e ressurge com um “oi, sumido”, tem o racista, que jamais pega caras negros ou asiáticos e o “procuro semelhante”, ah, este então, tá sempre procurando seu par gêmeo.

Todos nós somos um pouco de cada um desses boys, e a lista pode ser infinita, porque como todo espaço democrático, o app de pegação tem que receber todo mundo, resta agir de forma bacana com os contatinhos e ser gozar a vida.