Ao que parece, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro – cujos índices de rejeição em seu próprio país só cresceram desde as eleições – também não é nem um pouco bem vindo em Nova York…

Após o prefeito da cidade mundialmente famosa ter afirmado que Bolsonaro era ”um homem perigoso e com histórico racista, homofóbico e decisões destrutivas com impacto na floresta amazônica e na saúde e futuro do planeta” (ai!), o Museu de História Natural de Nova York se recusou a receber o presidente brasileiro, justificando o “desconvite” por seu histórico de declarações contra LGBTs e indígenas.

E quem melhor do que um museu, que diferente de Bolsonaro, tem estudo e vivência de História, pra saber qual o lado certo pra ficar nela, não é mesmo?

Pois bem. O “Jantar Anual de Gala de Personalidade do Ano da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos” bem que tentou achar um outro espaço pra promover o evento, mas já foi rejeitado por mais um.

O Cipriani Hall, um restaurante histórico em estilo neo-renascentista italiano em Wall Street, também recusou sediar o evento que pretende dar confete ao capitão assumidamente homofóbico.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Por hora, produtores do evento continuam tentando um local de prestígio nos Estados Unidos, ainda sem sucesso. Mas certamente acharão alguém em Nova York disposto a pegar seu dinheiro. Quem sabe a Trump Tower?

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).