Na última terça-feira (6), o presidente eleito Jair Bolsonaro pareceu pouco se importar com a presença de corruptos em seu governo ao aformar que o senador Magno Malta (PR-ES) pode fazer parte de sua equipe de governo.

Pra quem não sabe, Magno Malta foi indiciado pela Polícia Federal por envolvimento no escândalo dos sanguesssugas por esquema de venda superfaturada de ambulâncias para prefeituras e suspeita de outros crimes de corrupção.

Ainda segundo noticiado pela Folha de São Paulo, no governo, Magno Malta comandaria o novo ministério criado por Bolsonaro: o Ministério da Família, que pouco se sabe qual será a função ou qual a necessidade de inchar ainda mais a máquina pública criando mais um ministério.

Ao falar sobre a iniciativa, o presidente eleito afirmou sobre o Ministério da Família: “E família pra mim é só aquela que está prevista no artigo 226, parágrafo terceiro da Constituição”.

Pra quem não sabe, no artigo 226 da Constituição, que data da década de 80, à família ainda se refere apenas a união entre homem e mulher, o que exclui casais homoafetivos.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).