Durante toda uma vida a missão do pastor americano John Smith, cristão ultra conservador, era “curar a homossexualidade” em gays e lésbicas para deixar seus caminhos livres de um suposto pecado.

Essa era a fala do pastor na época e que era casado com uma mulher com quem teve seus filhos. Por mais de 20 anos, Smith também foi ministro de um grupo homofóbico que tentava acabar com iniciativas e ONGs LGBTs em Tenesse, nos Estados Unidos.

Acontece que, após duas décadas tentando realizar em seus “pacientes” a tal da cura gay, vulgo tortura, Smith desistiu da carreira, vendo que nenhum deles realmente se curava. Pior do que isso: nem ele mesmo tinha de fato revertido sua orientação própria sexual, se enganando e fingindo viver uma vida hétero, enganando a esposa, as filhas, e o pior, a si mesmo.

Foi quando, tentando se livrar do próprio preconceito e abrir os olhos à diversidade que está presente em toda natureza, Smith desistiu dessa história de cura e arriscou pela primeira vez viver plenamente sua natureza, ironicamente se envolvendo com um de seus pacientes da tal terapia de cura gay que ele mesmo ministrava.

Em um ímpeto de coragem, ele simplesmente largou tudo, se divorciou da esposa e iniciou um relacionamento com Larry McQueen, seu ex-paciente. O namoro durou três anos e eles acabaram de se casar felizes da vida, segundo noticiou o portal de notícias espanhol AM.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
John Smith e o marido, ex-aluno de “cura gay”: hoje felizes da vida.

John ainda declarou em entrevista ao jornal espanhol Debate, que seu novo marido é seu espelho, onde conseguiu se enxergar refletido e perceber todos seus defeitos e erros.

“O que vivo hoje com Larry mostra as coisas positivas do meu ser, meus talentos, dons. Vejo como posso ser feliz e ter sucesso em um relacionamento íntimo e emocional”, afirmou.

Felicidades aos dois, né? Até porque, gente feliz – ao contrário de pastor homofóbico – cuida da própria vida e não enche o saco!

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).