No último domingo, o medalhista olímpico e saltador britânico, Tom Daley, surpreendeu presentes que assistiam o Campeonato Mundial de Mergulho na Rússia.

Nadando com seu colega de time, Grace Reid, Tom conquistou a medalha de prata da categoria da competição que aconteceu no Aquatics Palace na cidade russa de Kazan.

Foi ao subir ao pódio que Tom surprrendeu a todos ao ostentar, além da medalha, um broche LGBT em seu peito onde se lia “Pride” (Orgulho) nas cores da bandeira LGBT.

Nos stories de seu Instagram, o atleta compartilhou o momento: “Outra medalha de prata aqui na Rússia” acompanhado ironicamente de emojis da bandeira LGBT e da bandeira da Rússia e o texto “Nos representano no Podium!”

Tom Daley usando broche LGBT na Rússia

O ato de Tom é necessário e muito corajoso. E ficam aqui nossos parabéns e desejos de muita saúde, e principalmente, segurança. Na Rússia, até mesmo pessoas que falem publicamente a favor dos direitos LGBT podem ser presas, de acordo com a lei “anti-propaganda gay” do país.

Sobre competir na Rússia, um dos países declaradamente homofóbicos do mundo, Tom declarou: “Sei que estarei nadando na frente de milhares de pessoas, sou um homem casado com meu marido, abertamente LGBT. É assustador. Mas temos que encarar essas cosias e tentar fazer a mudança!”.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).