Acaba de ser sancionada pelo Governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, a lei que cria o “Dia Marielle Franco – contra o genocídio da mulher negra” em todo Estado.


Assista também:


A data, a ser comemorada todo dia 14 de março, marca o dia em que a ex-vereadora foi assassinada junto com seu motorista, Anderson Gomes. A autoria do projeto é da deputada estadual Enfermeira Rejane, do PCdoB.

Aproveitando a visibilidade da data, nela, instituições públicas e privadas deverão promover debates e palestras para falar sobre a vulnerabilidade da população feminina e população negra no Brasil.

“Ter o dia 14 de março como uma data que resgate e rememore a luta de Marielle Franco pela vida das mulheres negras, pobres, faveladas e periféricas é muito importante e simbólico. É urgente que as mulheres negras sejam foco das políticas públicas, porque são as principais vítimas da falta de assistência do Estado”, disse a ex-chefe de gabinete da vereadora, Renata Souza sobre a legitimação da data.

Ela também lembrou que grande parte dos assassinatos no Brasil são feminicídio, e maior parte dos assassinatos são justamente contra a população negra: 

“Por isso, são essas mulheres negras que nos últimos 10 anos tem os maiores índices de feminicídio, quando são assassinadas por seus companheiros, em relações abusivas. Também são as principais vítimas de violência obstétrica, nos hospitais públicos e também por conta dos abortos em clínicas de fundo de quintal. São elas as principais vítimas de morte materna.”

Renata finalizou sua fala lembrando da importância de encararmos o tema: “Ou tratamos desses assuntos com seriedade, como a Marielle os tratou, ou mulheres negras continurão sendo as principais vítimas fatais da omissão do Estado.”

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).