De acordo com uma pesquisa da professora do Instituto de Tecnologia do Illinois, Nicole Legate, a “hétero-flexibilidade” é um conceito que deve se levar a sério.

A professora participou de um estudo de 2016 que procurou por pessoas de diversas identidades, comportamentos e atrações para entender melhor as características de cada orientação sexual.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Ela e outro professor, Ronald Rogge, entrevistaram mais de 3 mil adultos que vivem nos Estados Unidos por dois anos. Eles concluíram que há uma orientação sexual que pode ser acrescentada aos heterossexuais, os “hétero-flexíveis“. Estes, correspondem a 15% da população dos EUA.

Um “hétero-flexível” é algo entre o bissexual e o hétero. Uma pessoa que é predominantemente hétero mas em algumas situações específicas acha o mesmo gênero atraente. A maioria deles pode imaginar ter uma relação homossexual, mas a maior parte predomina relações heterossexuais.

VEJA TAMBÉM:  10 Melhores vídeos sobre Mulheres do Põe Na Roda pra aprender e compartilhar

A diferença entre os “hétero-flexíveis” e os bissexuais seria na quantidade de relacionamento com as pessoas do mesmo sexo. Enquanto os bis quase tem quantidades equiparadas entre homens e mulheres, os “hétero-flexíveisse relacionam de forma majoritária com o sexo oposto. Os dois grupos também teriam interesses e formas de vidas distintas.

De acordo com a pesquisa, os “hétero-flexíveis” também cuidam menos da saúde sexual, fazendo sexo sem proteção e tendo até problemas com bebidas e drogas.

Avatar
22 anos, geminiano, mineiro, jornalista formado pela UEMG. Apaixonado por música e artes de modo geral. Ex-bailarino na teoria mas danço nas festinhas bastante. Sonho em ser amigo da Rihanna e da família da Beyoncé. Provável futuro ex-bbb e quem sabe vencedor da Fazenda.