No próximo 28 de Junho, é dia de celebrar o amor, a igualdade e diversidade. Na data comemora-se o Dia Internacional do Orgulho LGBTQI+ e a Warner Music Group, empenhada em apoiar a causa em mais um ano, volta com o movimento global Warner Pride e se une para trazer aos holofotes a documentação da história viva da comunidade LGBTQI+ nas diversas áreas da sociedade. Em 2018, apoiada pela Warner Music Brasil, “Show das Poderosas” e “Um Amor Puro” foram regravadas por ícones da música nacional que abraçam ou são parte da causa: Anitta, Gloria Groove, IZA e Maria Gadú.

Neste ano, o projeto traz como principal aposta a realização de um dia dedicado às discussões que envolvem a comunidade LGBTQI+. Com pensamento horizontal, feito para todxs, linguagem neutra e discursos de igualdade, se reúnem no, também engajado e parceiro do projeto, Centro Cultural Oi Futuro, localizado no bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro, na quarta-feira, dia 26 de junho, a partir das 14h30, diversos nomes da cena para duas mesas de debate e uma exposição de arte.

Disponível para visitação desde o início do evento, a exposição tem curadoria da artista visual, poetisa e foto-manipuladora Lucyfer Lazuli e traz trabalhos desenvolvidos por ela, Guilhermina Augusti (da Margem Visual – que produz arte trans, de racialidade e gênero), Cintia (fotógrafa e ilustradora) e pelo fotógrafo Bernoch. Todos envolvidos e parte da comunidade LGBTQI+.

As mesas de discussão têm início às 15h. A primeira, com mediação do ativista e diretor do Festival Mix Brasil, André Fischer, discutirá direitos humanos, cidadania e feminismo. Tem como convidados Giovana Cambrone (advogada, trans, coletivo travestidas), Rafa Mon (grafiteira com trabalhos sobre diversidade) e Spartakus Santiago (youtuber, apresentador do canal Futura, colunista do também canal GNT). Às 17h começa a segunda e última mesa, sobre cultura LGBTQI+.

Com mediação de Vitor di Castro, youtuber e colunista do Quebrando Tabu, Renata Novaes (Globosat), Miami Pink (drag queen, VJ e apresentadora de um concurso de drag), Luiz Henrique (representante da Shell sobre inclusão LGBTQI+) e Pedro HMC (youtuber, criador do canal Põe Na Roda), farão contrapontos de como a cultura desta parcela da população era marginalizada e restrita dentro da sociedade e deixou a cena underground para ganhar luz e palco dentro do mainstream, se posicionando em lugares de destaque. O dia termina com um coquetel, confraternização, som do DJ Lucas Lopes e pocket show da POCAH, simpatizante da causa.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A entrada é gratuita, mas, as vagas são limitadas. A reserva dos convites deve ser feita por meio do Sympla, neste link, clique aqui

SERVIÇO:
Evento: Warner Pride
Data: 26/06/2019
Horário: das 14h30 às 20h
Local: Centro Cultural Oi Futuro Endereço: Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, Rio de Janeiro, RJ
Ingressos: ENTRADA GRATUITA.
INGRESSOS LIMITADOS – Reserva de ingresso por meio do Sympla (clique aqui)
Realização: Warner Music Brasil

 Mesa 1 – Direitos Humanos, Cidadania e Feminismo Horário: 15h às 16h30 Local: Piso 1 (Centro Cultural Oi Futuro) Mediação: André Fischer (ativista e diretor do Festival Mix Brasil) Convidados: Giovana Cambrone (Advogada, trans, coletivo travestidas) | Rafa Mon (grafiteira com trabalhos sobre diversidade) | Spartakus Santiago (youtuber, apresentador do canal Futura, colunista do GNT)

Mesa 2 – Cultura LGBTQI+ Horário: 17h às 18h30 Local: Teatro (Centro Cultural Oi Futuro) Mediação: Vitor di Castro (youtuber e colunista no Quebrando Tabu) Convidados: Renata Novaes (Globosat) | Miami Pink (drag queen, VJ e apresentadora) | Luiz Henrique (representante da Shell sobre inclusão LGBTQI+) | Pedro HMC (youtuber, criador do canal Põe Na Roda) Espaço de Exposição – Curadoria por Lucyfer Lazuli Horário: durante todo o evento

Apresentando trabalhos de: Lucyfer Lazuli, Guilhermina Augusti, Cintia e Bernoch Coquetel – Pocket show POCAH + DJ Lucas Lopes Horário: a partir das 18h30 Warner Music Brasil

Warner Pride: Um mês de discussões, apoio e voz à causa LGBTQI+, que acontece não só no Brasil, mas, também em outros países que mantém sede da gravadora, como México, Estados Unidos e Polônia, busca repercutir discussões sobre os temas da comunidade e derivações dentro das mais variadas classes e faixas etárias da sociedade, dando visibilidade e celebrando o movimento. No Brasil, além do evento aberto ao público, os funcionários da gravadora terão treinamento sobre diversidade, com o objetivo de proporcionar, cada vez mais, um ambiente de trabalho igual.

A gravadora, durante o todo o mês de junho, desenvolveu ações pautadas na celebração do Dia Internacional do Orgulho LGBTQI+. No Facebook, os usuários ganharam uma moldura para a foto de perfil. Uma playlist global para celebrar a data também foi disponibilizada. Ainda esta semana uma outra playlist, a Pride Hits, estará no ar também. A logomarca da empresa, veste as cores do arco-íris e as capas das playlists geradas pela gravadora também terão o nome colorido com os tons da bandeira LGBTQI+.

Centro Cultural Oi Futuro: Responsável por promover ações de educação, cultura, inovação social e esporte para melhorar a vida das pessoas e transformar a sociedade, o instituto impulsiona iniciativas colaborativas e inovadoras. Fomentando experimentações e estimulando conexões que potencializam o desenvolvimento pessoal e coletivo dos indivíduos.

Dia Internacional do Orgulho LGBTQI+: Celebrado mundialmente, o Dia do Orgulho LGBTQI+ relembra um episódio ocorrido em Nova York, em 1969, quando frequentadores do bar Stonewall Inn reagiram à repressão policial que ocorria regularmente no local. O levante resultou na 1ª Parada do Orgulho LGBTQI+ no ano seguinte.