Madonna é a artista pop feminina mais importante do século 20. Como um Galileu contemporâneo, ela revolucionou a cultura global de maneira tão profunda que talvez seja possível afirmar vivermos na era pós-Madonna, a artista que passou do vinil ao streaming sem perder sua influência e relevância.

É justamente esse grandioso e inegável histórico que o curso “Madonna Explícita” busca investigar. Orientado pelo filósofo e pesquisador Ali Prando, e inspirado pelo famoso “Madonna Studies”, programa oferecido por universidades ao redor do mundo nos anos 1990, o projeto brasileiro mergulha no extenso conglomerado estético de Madonna através de lentes fornecidas por Judith Butler, Gayle Rubin, Achille Mbembe e Michel Foucault, caminhando a pensar pós-feminismo, políticas de gênero e (des)identidade.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Não é exagero dizer que vivemos na era pós-Madonna. Ela misturou o profano e o sagrado, criou o que entendemos como videoclipe, uma das formas de arte mais populares até hoje, mesmo na era do Instagram e do Tik Tok. Nos influenciou tão profundamente que podemos ver seus sinais na moda, descobrindo estilistas no auge de sua criatividade das  wannabes’ (garotas que se vestiam como Madonna) nos anos 1980 até os sutiãs cônicos de Gaultier, passando ainda por tendências esportivas como yoga, parkour e slackline. Na música, como quando surfou na onda da New Wave ou popularizou a música eletrônica nos anos 1990, e mais recentemente a PC Music”, diz Prando.

VEJA TAMBÉM:  Elton John detona Madonna por ter sido ingrata e grosseira com Lady Gaga

“Madonna Explícita” acontece nos dias 11, 13, 18 e 20 de agosto, terças e quintas, das 19h30 às 21h30, com transmissões através do Zoom. As inscrições são através da Sympla, R$ 100.

• Encontro 1 — O voyeurismo é pop
• Encontro 2 — Procura-se Butler desesperadamente
• Encontro 3 — O Complexo de Medusa
• Encontro 4 — Na cama com Che Guevara

Inscreva-se em: https://www.sympla.com.br/madonna-explicita–estudos-de-genero-sexualidade-e-feminismo__914270

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).