O Instituto Cultura Arte Memória LGBT+ está com inscrições abertas para a terceira edição do Curso de Capacitação em Produção Cultural para pessoas LGBT.

O projeto é continuação de um curso realizado nos dois anos anteriores pela NTCA Produções e pela Afete-se, com o produtor Fábio Pedroza à frente. Nesta terceira edição, em parceria proposta pelo Instituto LGBT, a oficina será voltada para as especificidades, potências e vulnerabilidades da comunidade LGBT.

A ideia é proporcionar um espaço de acolhimento, formação, troca e geração de parcerias entre os participantes, refletindo sobre a inserção desse público no mercado cultural. Haverá palestras com produtores como Diana Salu (Feira Dente), Guilherme Tavares (Favela Sounds), Mateus Vieira (responsável pela pasta da cultura LGBTI na última gestão da secretaria de cultura), Lélia de Castro (Quanta!), Talita Miotto (Taiana Miotto Brand) e Júlia Hormann (Picnic).

“A maior parte de nós (LGBTs) cresce em ambientes predominante heterossexuais e cisgêneros, sem acesso a uma representação positiva de nossos corpos, desejos, relações e identidades. Por isso, para nós é importante construir campos culturais de referência e pertencimento”, explica o antropólogo e educador social Felipe Areda, presidente do Instituto, em entrevista ao Correio Brasiliense.

As aulas serão no Centro de Ensino Fundamental 03 de Sobradinho, nos dias 13, 14, 27, 28 de abril e 6 e 7 de maio. As inscrições ficam abertas até quarta-feira (10/4). A princípio serão disponibilizadas 45 vagas, mas que podem chegar a 60. Haverá bolsa para quem não puder arcar com deslocamento.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Na terça-feira (9/4), haverá ainda oficina Nem todas as cartas de amor são ridículas – laboratório de autodeclaração de amor a (m)eu corpo abjetificado, conduzido pela poeta e editora Tatiana Nascimento. O curso será realizado todas as terças-feiras até 7 de maio, e trabalhará a escrita como processo de cura. Os dois cursos são gratuitos.

Para se inscrever no curso de Capacitação em Produção Cultural, acesse: http://bit.ly/producao-cultural-para-lgbt

Para se inscrever no curso “Nem todas as cartas de amor são ridículas”, acesse: http://bit.ly/cartasdeautoamor